LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Legenda Maior - IX,9

    9 
    1 Videns etiam, se non proficere in conversione gentis illius nec assequi posse propositum (cfr. 2Tim 3,10), ad partes fidelium divina revelatione praemonitus remeavit.
    2 Sic itaque Dei ordinante clementia, et sancti viri promerente virtute, misericorditer et mirabiliter factum est, quod Christi amicus mortem pro ipso viribus totis exquireret, et tamen nullatenus inveniret, ut et merito non careret optati martyrii et insigniendus servaretur in posterum privilegio singulari. 
    3 Sic utique factum est, ut ignis ille divinus adhuc perfectius ìpsius aestuaret in corde, ut post patentius evaporaret in carne. 
    4 O vere beatum virum, cuius caro, etsi tyrannico ferro non caeditur, occisi tamen Agni (cfr. Apoc 5,12) similitudine non privatur! 
    5 O, inquam, vere ac plene beatum, cuius animam ”etsi gladius persecutoris non abstulit, palmam tamen martyrii non amisit!”.

    TEXTO TRADUZIDO

    Legenda Maior - IX,9

    9 
    1 Vendo também que não progredia na conversão daquele povo nem podia conseguir seu propósito, avisado por uma revelação divina, voltou para o lado dos fiéis. 
    2 Assim, por disposição da clemência divina, e pelo mérito da virtude do santo, aconteceu, misericordiosa e admiravelmente, que o amigo de Cristo procurou com todas as suas forças morrer por ele mas não o conseguiu de modo algum, para que não ficasse sem o mérito do desejado martírio mas ficasse reservado para ser marcado posteriormente com um privilégio singular. 
    3 Aconteceu assim que aquele fogo divino aqueceu ainda mais perfeitamente em seu coração, para evaporar depois mais claramente na carne. 
    4 Ó homem verdadeiramente feliz, cuja carne, embora não fosse matada pelo ferro tirânico, não ficou privada da semelhança com o Cordeiro que foi morto! 
    5 Ó homem verdadeiramente feliz, repito, cuja alma “ainda que não tenha sido arrancada pela espada do perseguidor, não perdeu a palma do martírio!”.