LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Legenda Maior - Miraculis VI,1

    VI - De liberatis a periculo partus. 

    1 
    1 Comitissa quaedam in Sclavonia, sicut nobilitate illustris, sic et aemula probitatis, erga sanctum Franciscum devotione flagrabat, erga Fratres vero sedula pietate. 
    2 Tempore partus duris pervasa doloribus, tanta fuit molestata angustia, ut prolis futurus ortus praesens videretur matris occasus. 
    3 Non videbatur infantem eniti posse ad vitam, nisi exspiraret e vita, nec tali nisu parere, sed perire. 
    4 Subvenit cordi eius sancti Francisci fama, virtus et gloria (cfr. Apoc 19,1), excitatur fides, inflammatur devotio. 
    5 Convertit se ad auxilium efficax, ad fidum amicum, ad devotorum solatium, refugium afflictorum: 
    6 “Sancte Francisce”, inquit, ”pietati tuae supplicant omnia ossa mea (cfr. Ps 34,10), et mente voveo quod explicare non possum”. 
    7 Mira celeritas pietatis! Finis dicendi finis fuit dolendi, parturiendi meta, pariendi principium. 
    8 Statim enim omni cessante pressura, partum edidit cum salute. 
    9 Non fuit immemor voti, non propositi refuga. 
    10 Ecclesiam quamdam pulchram construi fecit et constructam ad Sancti honorem fratribus assignavit.

    TEXTO TRADUZIDO

    Legenda Maior - Milagres VI,1

    VI – Sobre as libertadas do perigo do parto. 

    1 
    1 Uma condessa da Eslavônia era tão ilustre pela nobreza como eminente pela virtude, tinha fervorosa devoção a São Francisco e piedosa solicitude pelos frades. 
    2 Presa de fortes dores, na hora do parto, foi molestada por tamanha angústia que parecia que o eminente nascimento da prole ameaçava a morte da mãe. 
    3 Não parecia que a criança pudesse sair para a vida a não ser que ela expirse da vida, e que, pelo esforço, ia perecer e não parir. 
    4 Lembrou-se, então, da fama, virtude e glória de São Francisco, excitando sua fé e inflamando sua devoção. 
    5 Voltou-se para o auxílio eficaz, para o fiel amigo, para a consolação dos aflitos. 
    6 Disse: “São Francisco, todos os meus ossos suplicam pela tua piedade e prometo com a mente o que não posso explicar”. 
    7 Admirável rapidez da piedade! Acabou de falar e acabou de sentir a dor, quis parir e começou a dar à luz. 
    8 Pois, na mesma hora, cessaram todas as pressões e teve o parto com saúde. 
    9 Não se esqueceu do voto nem deu para trás com o propósito. 
    10 Fez construir uma igreja bonita e, quando ficou pronta, entregou-a aos frades em honra do santo.