LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

  • Fontes Franciscanas
  • Fontes Biográficas
  • São Boaventura
  • Legenda Maior

TEXTO ORIGINAL

Legenda Maior - Miraculis VIII,2

2 
1 Frater Iacobus de Iseo, cum puerulus esset in domo paterna, rupturam incurrit corporis valde gravem. 
2 Superno vero afflatus Spiritu, licet esset juvenis et infirmus, Ordinem sancti Francisci devotus intravit, nulli tamen, qua urgebatur, infirmitatem detexit. 
3 Factum est autem, cum corpus beati Francisci transferretur ad locum, ubi pretiosus sacrorum ossium eius nunc thesaurus est conditus, affuit et tunc dictus Frater translationis gaudiis, ut glorificati iam Patris sanctissimo corpori honorem debitum exhiberet. 
4 Et appropinquans tumbae, in qua ossa sacra fuerant collocata, prae devotione spiritus sacrum tumulum complexatus, subito miro modo ad loca debita partibus revocatis, sanum se sensit, succinctorium deposuit et ex tunc ab omni dolore praeterito liber fuit. 
5 Ab infirmitate quoque consimili frater Bartholus de Eugubio, frater Angelus de Tuderto, Nicolaus sacerdos de Ciccano, Ioannes de Sora, vir quidam de Pisis et alius de castro Cisternae, Petrus quoque de Sicilia et homo quidam de castro Spelli iuxta Assisium et quam plures alii per Dei misericordiam et beati Francisci merita exstiterunt mirabiliter liberati.

TEXTO TRADUZIDO

Legenda Maior - Milagres VIII,2

2 
1 Frei Tiago de Iseo, quando era menino na casa paterna, teve uma forma muito grave de hérnia. 
2 Mas, por inspiração do Espírito Santo, mesmo sendo jovem e doente, entrou devotamente na Ordem de São Francisco, sem contar para ninguém a doença de que sofria. 
3 Mas aconteceu que, quando o corpo do bem-aventurado Francisco foi transferido para o lugar onde agora está guardado o precioso tesouro de seus ossos, o referido frade também esteve presente nas alegrias da translação, para prestar louvor ao santíssimo corpo do pai já glorificado. 
4 Aproximando-se do túmulo onde os ossos sagrados tinham sido colocados, por espírito de devoção abraçou o sagrado túmulo, e, de repente, sentindo-se curado, porque os órgãos voltaram ao devido lugar, tirou o suspensório e, desde então, ficou livre de toda dor passada. 
5 Também foram curados maravilhosamente de doença semelhante, pela misericórdia de Deus e pelos méritos do bem-aventurado Francisco, Frei Bartolo de Gúbio, Frei Ângelo de Todi, Nicolau, sacerdote de Ceccano, um homem de Pisa e outro do castro de Cisterna, também Pedro da Sicília e um homem do castro de Spello, perto de Assis, além de muitos outros.