LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Prima Vita (1Cel) - 13

    Caput VI - Qualiter mater eius solvit eum, et quomodo coram Episcopo Assisii se denudavit.

    13. 
    1 Factum est autem cum pater eius, familiari causa urgente, aliquantulum a propria discessisset, et vir Dei vinctus in domus ergastulo permaneret, mater eius quae sola domi cum eo remanserat, factum viri sui non probans, blandis sermonibus filium allocuta est. 
    2 Cumque videret, quod eum a suo proposito revocare non posset, commota sunt materna viscera super (cfr. 3Re 3,26) eum, et confractis vinculis, liberum eum abire permisit. 
    3 At ipse gratias omnipotenti Deo referens, ad locum in quo fuerat prius, concitus est reversus. 
    4 Maiore enim libertate utitur, tentationum documentis probatus, et per multiplicia bella imaginem induerat laetiorem; securiorem ex iniuriis receperat animum, et liber ubique pergens, magnanimior incedebat. 
    5 Revertitur interea pater, et eo non invento, peccata peccatis accumulans, ad convicia uxoris convertitur. 
    6 Cucurrit deinde ad locum, fremens et perstrepens, ut si eum revocare non posset, saltem de provincia effugaret. 
    7 Verum quia timor Domini fiducia fortitudinis est (cfr. Prov 14,26), ut audivit carnalem patrem gratiae filius ad se venientem, securus et laetus ultro se obtulit, libera voce clamans se pro nihilo ducere vincula et verbera eius. 
    8 Insuper attestatur se pro Christi nomine gaudenter mala omnia subiturum.

    TEXTO TRADUZIDO

    Primeira Vida (1Cel) - 13

    Capítulo 6 - Como sua mãe o soltou e como se despiu diante do bispo de Assis.

    13. 
    1 Aconteceu que seu pai precisou ausentar-se, pela urgência dos negócios, por algum tempo, deixando o homem de Deus preso no calabouço. A mãe, que ficou sozinha com ele em casa, e não aprovava o procedimento do marido, dirigiu-se ao filho com palavras ternas. 
    2 Mas, vendo que não conseguia fazê-lo mudar de opinião, sentiu seu coração materno se enternecer e, soltando as correntes, deixou-o sair. 
    3 Ele deu graças a Deus e voltou depressa para o lugar onde estivera antes. Provado pelas tentações, gozava agora de maior liberdade e, depois de tantas lutas, adquirira um ânimo mais sereno. 
    4 As dificuldades lhe deram maior segurança, e começou a andar mais confiante e livre por toda parte.
    5 Nesse meio tempo, o pai estava de volta. Não o tendo encontrado, acumulando seus desatinos, armou uma gritaria com sua mulher. 
    6 Depois, irado e ameaçador, correu em busca do filho, decidido a expulsá-lo da região, se não conseguisse traze-lo de volta. 
    7 Mas, como o temor de Deus é o arrimo da confiança, logo que o filho da graça viu que seu pai carnal estava chegando, veio seguro, alegre e espontaneamente ao seu encontro, dizendo claramente que, para ele, cárceres e castigos não queriam dizer nada. 
    8 Até garantiu que, por amor de Cristo, estava disposto a suportar com alegria todos os males.