LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Secunda Vita (2Cel) - 58

    Caput XXVIII - De domo Bononiensi, de qua infirmos eiecit.

    58 
    1 De Verona quodam tempore rediens et per Bononiam transire volens, audit fratrum domum noviter ibi esse constructam. 
    2 Qui, eo quod “fratrum domum” verbum insonuit, gressum vertit, et Bononiam non accedens, aliunde pertransiit. 
    3 Mandat denique fratribus domum festinanter exire. 
    4 Propter quod, relicta domo, etiam infirmi non remanent, sed eiciuntur cum aliis. 
    5 Nec redeundi licentia datur, donec dominus Hugo tunc Ostiensis episcopus et in Lombardia legatus, domum praedictam publice praedicando suam esse proclamat. 
    6 Testimonium perhibet et scribit haec (cfr. Ioa 21,24) ille, qui tunc de domo aegrotus eiectus fuit.

    TEXTO TRADUZIDO

    Segunda Vida (2Cel) - 58

    Capítulo 28 - Sobre a casa de Bolonha, de onde expulsou os doentes.

    58 
    1 Uma vez, voltando de Verona e querendo passar por Bolonha, ouviu dizer que aí tinha sido construída uma casa nova para os frades. 
    2 Só de ouvir falar em “casa dos frades”, mudou de direção e foi por outro lado, sem passar por Bolonha. 
    3 Depois mandou que frades saíssem imediatamente da casa: 
    b não ficaram nem os doentes, postos para fora como os outros. 
    5 E não deu licença para voltarem enquanto o cardeal Hugolino, então bispo de Óstia e legado na Lombardia, não afirmasse em pública pregação que a casa era sua. 
    6 Dá testemunho e escreve isto alguém que teve que sair doente da casa nessa ocasião.