LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

  • Fontes Franciscanas
  • Fontes Biográficas
  • Tomás de Celano
  • Segunda Vida (2Cel)

TEXTO ORIGINAL

Secunda Vita (2Cel) - 67

Caput XXXVII - Increpatio fratris qui pecuniam specie necessitatis volebat servare.

67 
1 Videns aliquando vicarius sancti, frater Petrus Cathani, turbis fratrum forensium Sanctam Mariam de Portiuncula frequentari, nec ad providendum in necessariis eleemosynas abundare, dixit ad sanctum Franciscum: “Nescio, frater, quid faciam (cfr. Ioa 15,15), dum catervatim undique confluentibus fratribus non habeo quo sufficienter provideam. 
2 Placeat, oro te, quod intrantium novitiorum res aliquae reserventur, ad quas expendendas recurratur tempore opportuno (cfr. Ps 144,15)”. 
3 Respondit sanctus: “Absit haec pietas, frater carissime, ut pro quovis homine impie agatur in regulam”. 
4 Et ille: “Quid igitur faciam (cfr. Ioa 15,15)?”. “Altare”, inquit, “spolia Virginis et varium aufer ornatum, cum aliter indigentibus non poteris subvenire. 
5 Crede mihi, gratius habebit Evangelium Filii sui servari suumque spoliari altare, quam altare vestitum, Filiumque contemptum. 
6 Dominus mittet, qui Matri, quod nobis commodavit, restituat”.

TEXTO TRADUZIDO

Segunda Vida (2Cel) - 67

Capítulo 37 - Repreensão a um irmão que quis guardar dinheiro com a desculpa da necessidade.

67 
1 Uma ocasião, Frei Pedro Cattani, vigário do santo, considerando que uma multidão de frades de fora frequentava Santa Maria da Porciúncula, e que as esmolas não eram suficientes para prover o necessário, disse a São Francisco: “Irmão, não sei o que fazer quando vêm grupos de irmãos de toda parte e não tenho o suficiente para lhes oferecer. 
2 Peço que permitas guardar algumas coisas quando entram noviços, para recorrer a elas no tempo oportuno”. 
3 “Irmão caríssimo, respondeu o santo, longe de nós essa piedade. Não vamos ofender a Regra para servir quem quer que seja”. 
4 “Que farei, então?”, disse o frade. “Se não houver outro meio de prover aos necessitados, despe o altar da Virgem e tira seus ornamentos. 
5 Podes crer que é melhor guardar o Evangelho de seu Filho e despojar o altar do que deixar o altar ornado e seu Filho desprezado. 
6 O Senhor mandará que alguém restitua à sua Mãe o que ela nos tiver emprestado”.