LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Legenda Trium Sociorum - 45

    45. 
    1 Quando vero declinabant divites huius mundi ad eos, recipiebant illos alacriter et benigne, studentes eos revocare a malo et ad poenitentiam provocare. 
    2 Sollicite etiam petebant ne mitterentur ad terras unde erant oriundi ut fugerent familiaritatem et conversationem consanguineorum suorum, verbumque servarent propheticum: “Extraneus factus sum fratribus meis et peregrinus filiis matris meae (cfr. Ps 68,9)”. 
    3 In paupertate plurimum laetabantur quia non concupiscebant divitias, sed omnia transitoria spernebant quae possunt a mundi huius amatoribus concupisci. 
    4 Praecipue vero pecuniam quasi pulverem pedibus conculcabant, et sicut a sancto fuerant edocti, ipsam cum stercore asini aequali pretio et pondere ponderabant. 
    5 Gaudebant in Domino continue, non habentes inter se nec intra se unde possent aliquatenus contristari. 
    6 Quanto enim a mundo magis erant divisi, tanto magis erant Deo coniuncti. 
    7 Per viam crucis et semitas iustitiae incedentes, de arcta via poenitentiae et observationis evangelicae offendicula removebant, ut posteris iter planum fieret et securum.

    TEXTO TRADUZIDO

    Legenda dos Três Companheiros - 45

    45. 
    1 Quando os ricos deste mundo iam visitá-los, recebiam-nos alegre e bondosamente, procurando tirá-los do mal e provocá-los à penitência. 
    2 Pediam também com insistência para não serem enviados às terras de onde eram oriundos, a fim de fugirem à familiaridade e convivência com seus consangüíneos, e observar a palavra profética: “Tornei-me um estranho para meus irmãos e peregrino para os filhos de minha mãe”. 
    3 Muito se alegravam na pobreza, porque não cobiçavam riquezas, mas desprezavam tudo o que é transitório e objeto da cobiça dos amantes deste mundo. 
    4 Especialmente o dinheiro, calcavam-no aos pés como poeira, e assim como haviam aprendido do santo, consideravam-no do mesmo valor e preço como se fosse esterco de asno. 
    5 Regozijavam-se continuamente no Senhor pois não tinham dentro de si por que se contristar com alguma coisa. 
    6 De fato, quanto mais separados do mundo, mais estavam unidos a Deus. 
    7 Seguindo o caminho da cruz e as sendas da justiça, removiam os obstáculos do caminho estreito da penitência e os tropeços da observância evangélica, a fim de que se tornasse via plana e segura para os que viessem depois.