LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

  • Fontes Franciscanas
  • Fontes Biográficas
  • Juliano de Spira
  • Vida de São Francisco

TEXTO ORIGINAL

Vita Sancti Francisci - 74

74. 1 Nam anno Dominicae Incarnationis millesimo ducentesimo vigesimo octavo, habito cum cardinalibus et aliis quem plurimis ecclesiarum praelatis super ipsius sancti canonizatione tractatu, 2 cum totius curiae Romanae frequentia et omnium praelatorum qui tunc penes curtam residebant, necnon et principum terrae et infinita populi multitudine, personaliter a civitate Perusina ad sepulcrum illius accessit, 3 eumque glorifice cum missarum mysteriis, exhortatione sermonis, miraculorum recitatione, indumentorum gloria, luminarium rutilatione, campanarum sonitu, tubarum clangoribus, laudantium concentu et inbilo, laetantium applausu et tripudio, necnon et maximis, quae longum fores enarrare, solemniis, de communi universorum consensu catalogo Sanctorum adscripsit, 4 eiusque festivitatem die obitus sui, id est quarto nonas Octobris, universaliter per totius mundi partes solemniter celebrandam instituit ac mandavit, sicut et ipse suis postmodum litteris declaravit. 5 Facta est autem haec ipsa beati Francisci canonizationis praeclara solemnitas die dominico, die kalendarum augusti septimo decimo.

TEXTO TRADUZIDO

Vida de São Francisco - 74

74. 1 Pois, no ano de 1228 da Encarnação do Senhor, depois de ter discutido com os cardeais e muitos outros prelados da Igreja sobre a canonização do santo, 2 na presença de toda a Cúria Ro­mana e dos prelados residentes na Cúria, como também dos prín­cipes da terra e de uma imensa multidão de povo, ele veio pesso­almente da cidade de Perusa até o seu sepulcro. 3 E então, duran­te a solene celebração da missa, depois da homilia, lidos os mila­gres, no esplendor dos sagrados paramentos, no brilho das tochas, ao toque dos sinos, ao soar das trombetas, ao canto e júbilo dos cantores, sob aplausos e aclamações de alegria e ou­tros sinais de festa que seria demasiadamente longo narrar, com o consenso total da comunidade, inscreveu-o gloriosamente no ca­tálogo dos santos 4 e estabeleceu que sua festa fosse celebrada solenemente em todas as partes do mundo no dia de sua morte, isto é, a 4 de outubro, como ele próprio declarou depois com sua bula. 5 Essa preclara solenidade da canonização do bem-aventurado Francisco foi feita no domingo, dia 16 de julho de 1228.