LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    Bernardo de Bessa - Introdução

    Bernardo de Bessa, em geral pouco conhecido dos que não aprofundaram os estudos das Fontes, porque muitas edições não o publicam, é um autor importante de nossa história franciscana.

    Talvez tenha ficado mais conhecido como secretário e companheiro de viagens de São Boaventura mas, esse frade, que pertenceu à Província da Aquitânia, deixou preciosos escritos.

    Os críticos dizem que a sua biografia do Santo, conhecida como Liber de Laudibus Beati Francisci ouLegenda vel Vita B. Francisci a fr. Bernardo da Bessa conscripta Chronicon XIV vel XV Generalium Ministrorum Ordinis fratrum Minorum posteriormente ampliado na famosa “Crônica dos XXIV Gerais” de Arnaldo de Sarrant. Continha também o tratado “De tribus Ordinibus”.

    Mas, como nos informa principalmente a “Crônica dos XXIV Gerais”, a obra de Bernardo de Bessa não parou por aí. Escreveu diversos outros “livros de devoção”, inclusive um manual de noviços que teve muitas traduções.

    Bernardo de Bessa tem um bom latim e pesquisou muito para escrever seus trabalhos.

    Por enquanto, estamos apresentando neste nosso site apenas o Liber de Laudibus. Segundo os estudiosos, esse livro foi escrito ainda no século XIII, no período que se seguiu ao governo de São Boaventura. Segundo Arnaldo de Sarrant, o livro está dividido em três partes: 
    a) uma vida de São Francisco com muitos milagres; 
    b) uma crônica dos Ministros gerais; 
    c) alguns milagres e testemunhos divinos em favor da tríplice Ordem fundada por Francisco. Os Capítulos são nove.

    Nós tomamos o texto latino original da “Crônica dos XXIV Gerais”. Para esta obra de Bernardo de Bessa estamos usando a sigla Bess