LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Fragmentos em 2 Celano - 3

    1 [Ministri] teneantur in die iudicii coram te, Domine, reddere rationem, si aliquis frater eorum vel negligentia vel exemplo seu aspera correctione perierit.

    2 ...pro generali commonitione in quodam capitulo scribi fecit haec verba: Caveant fratres, ne se ostendent extrinsecus nubilosos et hypocritas tristes, sed ostendant se gaudentes in Domino, hilares et iucundos et convenienter gratiosos.

    3 ...inculcans temerario verbum regulae, quo satis elucet velut pulverem inventum denarium conculcari debere.

    4 Unde in quaddam regula scribi fecit haec verba: Rogo omnes fratres meos infirmos, ut in suis infirmitatibus non irascantur vel conturbentur contra Deum vel contra fratres. Non multum sollicite postulent medicinas, nec nimis desiderent liberare carnem cito morituram, quae est animae inimica. De omnibus gratias agant, ut quales vult eos esse Deus, tales fore desiderent. Quos enim Deus ad vitam praeordinavit aeternam (cf Act 13,48), flagellorum atque infirmitatum stimulis erudit, sicut ipse dixit: Ego quos amo, corrigo et castigo (Apoc 3,19).

    TEXTO TRADUZIDO

    Fragmentos em 2 Celano - 3

    1 [Os ministros] tenham que prestar contas diante de ti, Senhor, no dia do juízo, se algum dos seus frades perecer por negligência, pelo exemplo ou por áspera correção.

    2 ...para exortação geral, fez escrever estas palavras em um capítulo: Guardem-se os frades de se mostrar por fora carrancudos e hipócritas tristes, mas mostrem-se alegres no Senhor, risonhos e convenientemente amáveis.

    3 ...inculcando temerariamente a palavra de regra, pela qual fica bem claro que dinheiro achado deve ser pisado como pó.

    4 Por isso em certa regra fez escrever estas palavras: Rogo a todos os meus frades doentes que em suas enfermidades não se irem ou perturbem contra Deus ou contra os frades. Não peçam muito solicitamente os remédios, nem desejem demais libertar a carne que logo vai morrer, que é inimiga da alma. Dêem graças a Deus por tudo, para desejarem ser tais quais Deus quer que sejam. Pois Deus ensina com os estímulos dos flagelos e das doenças aqueles que predestinou para a vida eterna (cfr. At 13,48), como ele mesmo disse: Eu corrijo e castigo os que amo (Ap 3,19).