LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Admoestações 1

    DE CORPORE DOMINI

    Dicit Dominus Jesus discipulis suis: Ego sum via, veritas et vita; nemo venit ad Patrem nisi per me.

    Si cognosceretis me, et Patrem meum utique cognosceretis; et amodo cognoscetis eum et vidistis eum. 

    Dicit ei Philippus: Domine, ostende nobis Patrem, et sufficit nobis. 

    Dicit ei Jesus: Tanto tempore vobiscum sum et non cognovistis me? Philippe, qui videt me, videt et Patrem (Ioa 14,6-9) meum. 

    Pater lucem habitat inaccessibilem (cfr. 1Tim 6,16), et spiritus est Deus (Ioa 4,24), et Deum nemo vidit umquam (Ioa 1,18). 

    Ideo nonnisi in spiritu videri potest, quia spiritus est qui vivificat; caro non prodest quidquam (Ioa 6, 64). 

    Sed nec filius in eo, quod aequalis est Patri, videtur ab aliquo aliter quam Pater, aliter quam Spiritus Sanctus. 

    Unde omnes qui viderunt Dominum Jesum secundum humanitatem et non viderunt et crediderunt secundum spiritum et divinitatem, ipsum esse verum Filium Dei, damnati sunt;

    ita et modo omnes qui vident sacramentum, quod sanctificatur per verba Domini super altare per manum sacerdotis in forma panis et vini, et non vident et credunt secundum spiritum et divinitatem, quod sit veraciter sanctissimum corpus et sanguis Domini nostri Jesu Christi damnati sunt, 

    10 ipso altissimo attestante, qui ait: Hoc est corpus meum et sanguis mei novi testamenti [qui pro multis effundetur] (cfr. Mar 14,22.24) et: 

    11 Qui manducat carnem meam et bibit sanguinem meum, habet vitam aeternam (cfr. Ioa 6,55). 

    12 Unde spiritus Domini, qui habitat in fidelibus suis, ille est qui recipit sanctissimum corpus et sanguinem Domini. 

    13 Omnes alii, qui non habent de eodem spiritu et praesumunt recipere eum, iudicium sibi manducant et bibunt (cfr. 1Cor 11,29). 

    14 Unde: Filii hominum, usquequo gravi corde? (Sl 4,3). 

    15 Ut quid non cognoscitis veritatem et creditis in Filium Dei (cfr. Ioa 9,35)? 

    16 Ecce, quotidie humiliat se, sicut quando a regalibus sedibus (Sb 18, 15) venit in uterum Virginis; 

    17 quotidie venit ad nos ipse humilis apparens; 

    18 quotidie descendit de sinu Patris super altare in manibus sacerdotis. 

    19 Et sicut sanctis apostolis in vera carne, ita et modo se nobis ostendit in sacro pane. 

    20 Et sicut ipsi intuitu carnis suae tantum eius carnem videbant, sed ipsum Deum esse credebant oculis spiritualibus contemplantes; 

    21 sic et nos videntes panem et vinum oculis corporeis videamus et credamus firmiter, eius sanctissimum corpus et sanguinem vivum esse et verum. 

    22 Et tali modo semper est Dominus cum fidelibus suis, sicut ipse dicit: Ecce ego vobiscum sum usque ad consummationem saeculi (cfr. Mat 28,20).

    TEXTO TRADUZIDO

    Admoestações - 1

    O CORPO DO SENHOR

    Diz o Senhor Jesus a seus discípulos: Eu sou caminho, verdade e vida; nin­guém vai ao Pai se não por mim.

    Se conhecesses a mim, também conheceríeis certa­mente meu Pai; e desde agora o conheceis e o vistes.

    Diz-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai e basta para nós.

    Diz-lhe Jesus: Tanto tempo estou con­vosco e não me conhecestes? Filipe, quem me vê, vê também meu Pai (cf. Jo 14,6-9).

    O Pai habita a luz inacessível (cf. 1Tm 6,16), e Deus é espírito (Jo 4,24), e a Deus nunca ninguém viu (Jo 1,18).

    Por isso não pode ser visto senão em espírito, porque é o espírito que vivifica; a carne não adianta nada (Jo 6,64).

    Mas nem o Filho, no que é igual ao Pai, é visto por al­guém diferentemente do Pai, diferen­temente do Espírito Santo.

    Por isso todos os que viram o Senhor Je­sus segundo a humanidade e não viram e creram segundo o espírito e a di­vindade que ele era o verdadeiro Filho de Deus, foram condenados;

    assim também agora todos os que vêm o sacramento que se consagra pelas palavras do Senhor sobre o altar por mão do sacerdote na forma de pão e vinho, e não vêem e crêem segundo o espírito e a di­vindade, que é verdadeira­mente o santíssimo corpo e sangue de nos­so Senhor Jesus Cristo, foram condenados,

    10 pelo testemunho do próprio Altíssimo, que diz: Este é meu corpo e meu sangue do Novo Testamento [que será derramado por muitos] (Mc 14,22,24) e:

    11 Quem co­me a minha carne e bebe o meu san­gue, tem a vida eterna (cf. Jo 6,55).

    12 Por isso o espírito do Senhor, que mora em seus fiéis, é quem recebe o san­tíssimo corpo e sangue do Senhor.

    13 Todos os outros, que não têm o mesmo espírito e presumem recebê-lo, comem e bebem a própria conde­nação (cfr. 1Cor 11,29).

    14 Por isso: Filhos dos homens, até quando tereis um coração pe­sado? (Sl 4,3).

    15 Por que não conheceis a ver­dade e credes no Filho de Deus? (cfr. Jo 9,35).

    16 Eis que se humilha diariamente, como quando veio do trono real (Sb 18, 15) ao útero da Virgem;

    17 vem diariamente a nós ele mesmo aparecendo humilde;

    18 des­ce todos os dias do seio do Pai (cfr. Jo 6,38; 1,18) sobre o altar nas mãos do sacerdote.

    19 E como se mostrou aos santos após­tolos em carne verdadeira, assim também a nós agora no pão sagrado.

    20 E como eles com a visão de sua carne só viam a carne dele, mas criam que era Deus contemplan­do com olhos espirituais;

    21 assim também nós, vendo o pão e o vinho com os olhos corpo­rais, vejamos e creiamos firmemente que é seu santíssimo corpo e sangue vivo e verda­deiro.

    22 E desse modo o Senhor está sempre com os seus fiéis, como ele mesmo diz: Eis que estou convosco até a consumação do século (cf. Mt 28,20).