LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Regra não Bulada - 4

    DE MINISTRIS ET ALIIS FRATRIBUS QUALITER ORDINENTUR

    1 In nomine Domini!

    2 Omnes fratres, qui constituuntur ministri et servi aliorum fratrum, in provin-ciis et in locis, in quibus fuerint, collocent suos fratres quos saepe visitent et spiritualiter moneant et confortent.

    3 Et omnes alii fratres mei benedicti diligenter obediant eis in his quae spectant ad salutem animae et non sunt contraria vitae nostrae.

    4 Et faciant inter se sicut dicit Dominus: “Quaecumque vultis, ut faciant vobis homines, et vos facite illis” (Mt 7,12);

    5 et: “Quod non vis tibi fieri, non facias alteri” (Tob 4,16).

    6 Et recordentur ministri et servi, quod dicit Dominus: “Non veni ministrari sed ministrare” (Mt 20,28) et quia commissa est eis cura animarum fratrum, de quibus, si aliquid perderetur propter eorum culpam et malum exemplum, in die iudicii oportebit eos reddere rationem (cfr. Mt 12, 36) coram Domino Jesu Christo.

    TEXTO TRADUZIDO

    Regra não Bulada - 4

    DOS MINISTROS E DOS OUTROS FRADES, COMO SE ORGANIZAM

    1 Em nome do Senhor!

    2 Todos os frades que são constituídos ministros e servos dos outros frades, coloquem seus frades nas províncias e lugares em que estiverem, e sempre os visitem e admoestem espiritualmente e confortem.

    3 E todos os meus outros frades benditos obedeçam-lhes diligentemente no que diz respeito à salvação da alma e não é contrário à nossa vida.

    4 E ajam entre si como diz o Senhor: "Tudo que quereis que os homens vos façam, fazei-o para eles": (Mt 7,12;

    5 e "o que não queres que te façam, não faças ao outro" (Tb 4,16).

    6 E lembrem os ministros e servos que diz o Senhor: "Não vim para ser servido mas para servir" (Mt 20,28) e que lhes foi confiada a solicitude pelas almas dos frades, dos quais, se algo se perder por sua culpa e mau exemplo, no dia do juízo terão que dar contas (cfr. Mt 12,36), diante do Senhor Jesus Cristo.