LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

  • Fontes Franciscanas
  • Fontes Biográficas
  • Juliano de Spira
  • Vida de São Francisco

TEXTO ORIGINAL

Vita Sancti Francisci - 10

10.

1 Postquam ergo beatus Franciscus immanitatem paternae persecutionis evaserat, accidit die quadam ut ipse novae legis zelator in quodam nemore seminudus incederet, et sic Domino laudes in gallica lingua decantans, subito in latrones incideret (cfr. Luc 10,30).

2 Quibus ferali modo quisnam esset quaerentibus, nil trepidans prophetice sic respondit: “Praeco sum magni Regis! (cfr. Sl 47,3). Quid ad vos?”.

3 At illi indignantes servum Dei in foveam nivibus plenam post verbera proiecerunt, et futuro dominici gregis pastori taliter insultando dixerunt: “Iace, rustice praeco Dei!”.

4 Ipse vero, recedentibus illis nefariis, de fovea laetus exsiliit, et omnium Creatori laudes alacriore voce personuit

TEXTO TRADUZIDO

Vida de São Francisco - 10

10.

1 Um dia, depois que o bem-aventurado Francisco se livrou da cruel perseguição paterna, ele, zeloso por uma nova lei, andava seminu por um bosque, cantan­do os louvores do Senhor em língua francesa e, de repente, caiu nas mãos dos ladrões (Lc 10,30).

2 Perguntaram-lhe, ferozes, quem ele era. Sem medo, ele respondeu profeticamente: “Eu sou o arauto do grande Rei! (Sl 47,3). Que vos importa?”

3 Mas eles, indignados, depois de açoitá-lo, lançaram o servo de Deus numa cova cheia de neve e, insultando o futuro pastor do rebanho do Senhor, disseram: “Fica ali, mísero arauto de Deus!”

4 Quando os criminosos se afastaram, ele saltou alegre do buraco e continuou a louvar o Criador de tudo com voz mais alegre.