LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

  • Fontes Franciscanas
  • Fontes Biográficas
  • Juliano de Spira
  • Vida de São Francisco

TEXTO ORIGINAL

Vita Sancti Francisci - 17

17.

1 Innotescente igitur apud multos beati Francisci tam doctrinae simplicis veritate quam vitae, coeperunt post modicum viri quidam ipsius exemplo ad poenitentiam animari et eidem, relictis omnibus (cfr. Luc 5,11), habitu vitaque coniungi.

2 Ut autem novis filiis sancti iam merita remunerari coeperunt, coepit et amplius ipse nova spiritus consolatione repleri (cfr. Act 9,31), coepit et illorum diligentius invigilare saluti.

3 Hinc paterno eos affectu demulcens et fovens, novis non destitit monitis informare, docens ipsos sanctae paupertatis et verae simplicitatis viam indeclinabiliter ambulare.

4 Iam sex fratrum septimus ipse pater iucunda societate gaudebat, qui inter minores in omnibus non ut maior sed ut minimus se gerebat, cum adhuc sui suorumque processum prorsus ignorans, scire pusilli gregis (cfr. Luc 12,32) exitum vehementer optabat.

TEXTO TRADUZIDO

Vida de São Francisco - 17

17.

1 Conhecendo muitos a verdade da doutrina simples e da vida do bem-aventurado Francisco, alguns homens começaram logo a se animar a seguir a penitência a seu exemplo e, deixando tudo (Lc 5,11), uniram-se a ele na roupa e na vida.

2 E, quando os méritos do santo começaram a ser recompensados com novos filhos, ele começou a se encher de uma nova consolação do Espírito (At 9,31) e a cuidar mais diligentemente de sua salvação.

3 Então, consolando-os e os estimulando com paterno afeto, não deixava de formá-los com novas exortações, ensinando-os a andar sem desvios pelo caminho da santa pobreza e da verdadeira simplicidade.

4 Como sétimo, o pai gozava da feliz companhia de seis irmãos e se comportava em tudo como o menor entre os menores, e não como o maior. Ignorando ainda o que ia acontecer consigo e com os seus, desejava muito saber o futuro do pequeno rebanho (Lc 12,32).