LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Vita Sancti Francisci - 55

    55. 1 Sed et ne facta putentur haec omnia sine nutu divino, miranda talis ibidem cuidam viro virtutis ostensa est visio. 2 Vidit namque ad saepedictum praesaepe beatum Franciscum accedere et quemdam, qui in illo iacere videbatur exanimis, velut a somni sopore puerulum excitare. 3 Creditur itaque non immerito suam Dominus Iesus Christus infantiam recolenti in huiusmodi formula non absurde monstratus; 4 quippe qui in multorum cordibus per oblivionem quasi sopitus et mortuus, veluti per beati Francisci doctrinam et exemplum evigilans ad memoriam est reductus. 5 Finitis igitur tantis cum exsultatione solemniis, unusquisque laetus ad propria remeavit. 6 At vero de foeno praesaepii conservato plura diversimode postmodum ab utriusque sexus hominibus sunt remota pericula, necnon et brutis animalibus morbidis sanitatis collata remedia. 7 Porro locus praesaepii templum Domino (cfr. 3Re 8,63) consecratur, et altare super ipsum praesaepe constructum ad sancti patris honorem et facti memoriam dedicatur.

    TEXTO TRADUZIDO

    Vida de São Francisco - 55

    55. 1 Mas para que não se pense que todos esses fatos tenham acontecido sem permissão divina, foi aí mostrada uma visão admirável a um homem virtuoso. 2 Pois viu o bem-aventurado Francis­co aproximar-se daquele presépio e despertar do sono um menininho que nele parecia jazer exânime. 3 Por isso, não é sem razão que se acredita que foi desse jeito, sem absurdo, que o Senhor Je­sus Cristo se mostrou ao que estava recordando sua infância; 4 isto é, se pelo esquecimento ele estava como que adormeci­do e morto nos corações de muitos, assim, pela doutrina e pelo exemplo do bem-aventurado Francisco, foi outra vez recordado. 5 Terminadas com alegria tão grandes solenidades, cada qual voltou feliz para a sua casa. 6 Mas o feno do presépio foi conservado e serviu depois para, de diversos modos, afastar muitos males de homens e mulheres e também para preparar remédios para ani­mais doentes. 7 No lugar do presépio foi consagrado um templo ao Senhor (1Rs 8,63), e o altar sobre o presépio foi dedicado à honra do santo pai e à memória do fato.