LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

  • Fontes Franciscanas
  • Fontes Biográficas
  • Juliano de Spira
  • Vida de São Francisco

TEXTO ORIGINAL

Vita Sancti Francisci - 69

69. 1 Igitur in loco sibi desiderato paucis diebus quievit, donec tandem mortis horam instare cognoscens, duos ad se fratres vocavit, quibus de transitu eius vicino Laudes alacriter Domino decantare praecepit. 2 Ipse vero, prout potuit, in hunc psalmum prorupit: “Voce mea ad Dominum clamavi, voce mea ad Dominum deprecatus sum (cfr. Ps 141,2-8)”. 3 Unus autem e fratribus qui adstabant, pro cunctis sollicitus, dixit ad eum: “Heu, pater benigne, ecce filii tui remanent sine patre! 4 Recordare igitur orphanorum quos deseris, et, omnibus culpis remissis, tam praesentes quem absentes tua sancta benedictione consolari digneris”. 5 Cui piissimus pater respondit: “Ecce ego quidem iam vocor a Domino, fili! 6 Fratribus vero meis tam absentibus quam praesentibus omnes offensas et culpas remitto, et eos sicut possum absolvo; quibus tu haec, fili, denuntians, ex parte mea omnibus benedicas”. 7 Porro Evangelium secundum Iohannem ab eo loco ubi incipit: Ante diem festum paschae (Ioa 13,1) sibi legi poposcit; deinde se cilicio superponi cinereque conspergi praecepit. 8 Et sic, filiis circumstantibus et lugentibus, pater sanctus in Domino feliciter obdormivit (cfr. Act 7,60).

TEXTO TRADUZIDO

Vida de São Francisco - 69

69. 1 Repousou poucos dias no local desejado. Quando sentiu que a hora da morte se aproximava, chamou a si dois frades, aos quais ordenou que alegremente cantassem ao Senhor os louvores pela sua morte iminente. 2Ele, porém, da forma que pôde, entoou este salmo: Com minha voz clamei ao Senhor, com minha voz supliquei ao Senhor (Sl 141 ,2-8). 3 Um dos frades presentes, mais solícito que os outros, disse-lhe: “Bom pai, teus filhos vão ficar sem pai! 4 Lembra-te dos que dei­xas na orfandade e, perdoadas todas as culpas, digna-te consolar tanto os presentes quanto os futuros com tua santa bênção”. 5 O tão piedoso pai respondeu: “Meu filho, já estou sendo chamado pelo Senhor! 6 Perdôo todas as ofensas e culpas dos meus irmãos, presentes ou ausentes; e absolvo-os como posso. E tu, meu filho, notificando isso aos outros, de minha parte, abençoa-os todos”. 7 Depois, pediu que se lesse o Evangelho segundo João no ponto que começa: Antes do dia da festa da Páscoa (Jo 13,11); quis tam­bém que lhe colocassem o cilício e o aspergissem com cinza. 8 E as­sim, cercado pelos filhos que choravam, o santo pai adormeceu felizmente no Senhor (At 7,60).