LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

  • Fontes Franciscanas
  • Fontes Biográficas
  • Legenda dos Três Companheiros

TEXTO ORIGINAL

Legenda Trium Sociorum - 29

29. 
1 Oratione autem finita, beatus Franciscus accipiens librum clausum, flexis genibus coram altari aperuit ipsum. 
2 Et in prima eius apertione occurrit illud consilium Domini: “Si vis perfectus esse, vade et vende omnia quae habes et da paupertbus et habebis thesaurum in caelo (Mat 19,21; cfr. Luc 18,22)”. 
3 Quo comperto, beatus Franciscus gavisus est valde et gratias egit Deo. 
4 Sed quia verus cultor Trinitatis, trino voluit testimonio confirmari. Secundo et tertio librum aperuit. 
5 Et in secunda apertione occurrit illud: “Nihil tuleritis in via (cfr. Luc 9,3), etc.”. 
6 In tertia vero illud: “Qui vult venire post me abneget semetipsum (cfr. Mat 16,24; Luc 9,23), etc.”. 
7 Beatus ergo Franciscus, in qualibet apertione libri gratius Deo exhibitis pro confirmatione sui propositi et desiderii dudum concepti tertio divinitus sibi exhibita et monstrata, dixit praedictis viris, scilicet Bernardo et Petro: 
8 “Fratres, haec est vita et regula nostra et omnium qui voluerint nostrae societati coniungi. Ite igitur, et sicut audistis implete”. 
9 Abiit itaque dominus Bernardus qui erat dives valde, et venditis omnibus quae habuerat multaque pecunia congregata, pauperibus (cfr. Luc 18,22) civitatis distribuit universa. 
10 Petrus etiam pro posse divinum consilium adimplevit. 
11 Distractis autem omnibus, habitum, quem paulo ante sanctus assumpserat postquam reliquit heremiticum habitum, ambo pariter susceperunt, et ab illa hora simul cum ipso vixerunt secundum formam sancti evangelii a Domino illis ostensam. 
12 Et ideo beatus Franciscus dixit in testamento suo: “Ipse Dominus mihi revelavit ut deberem vivere secundum formam sancti evangelii”.

TEXTO TRADUZIDO

Legenda dos Três Companheiros - 29

29. 
1 Terminada a oração, o bem-aventurado Francisco, tomando o livro fechado, de joelhos diante do altar, abriu-o.
2 Ao abrir a primeira vez, encontrou este conselho do Senhor: “Se queres ser perfeito, vai e vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu”. 
3 Descobrindo isso, o bem-aventurado Francisco ficou muito contente e deu graças a Deus. 
4 Mas como era um verdadeiro adorador da Santíssima Trindade, quis que isto fosse confirmado com um tríplice testemunho. E abriu o livro pela segunda e pela terceira vez. 
5 Na segunda abertura apareceu isto: “Não leveis nada no caminho... etc”. 
6 E na terceira, isto: “Quem quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, etc.”. 
7 O bem-aventurado Francisco, tendo dado graças a Deus em cada uma das aberturas do livro pela confirmação de seu propósito e de seu desejo então concebido, que lhe foi exibida e demonstrada três vezes divinamente, disse aos referidos varões, Bernardo e Pedro: 
8 - “Irmãos, esta é nossa vida e regra e de todos que quiserem unir-se à nossa sociedade. Ide, pois, e fazei como ouvistes”. 
9 Então o senhor Bernardo, que era muito rico, foi e, tendo vendido tudo que possuía e tendo ajuntado muito dinheiro, distribuiu tudo aos pobres da cidade. 
10 Pedro também cumpriu o conselho divino como pôde. 
11 Despojando-se de tudo, ambos tomaram o hábito, que o santo assumira pouco antes, após ter deixado o hábito de eremita. Desde então, viveram juntamente com ele, segundo a forma do santo Evangelho, que o Senhor lhes havia manifestado. 
12 Foi por isso que São Francisco disse em seu Testamento: “O próprio Senhor revelou-me que deveria viver segundo a forma do santo Evangelho”.