LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

  • Fontes Franciscanas
  • Fontes Biográficas
  • Legenda dos Três Companheiros

TEXTO ORIGINAL

Legenda Trium Sociorum - 32

32. 
1 Vir autem Dei Franciscus duobus, ut dictum est, fratribus sociatus cum non haberet hospicium ubi cum eis maneret, simul cum ipsis ad quamdam pauperculam ecclesiam derelictam se transtulit, quae Sancta Maria de Portiuncula dicebatur, et fecerunt ibi unam domunculam in qua aliquando pariter morarentur. 
2 Post aliquot autem dies, vir quidam assisinas, Egidius nomine, venit ad eos et cum magna reverentia et devotione, flexis genibus, rogavit (cfr. Mar 10,17) virum Dei ut eum in suam societatem reciperet. 
3 Quem cum vir Dei videret fidelissimum et devotum et quod multam gratiam a Deo consequi poterat, ut postea patuit per effectum, libenter eum recepit. 
4 Coniuncti vero hi quatuor, cum immensa laetitia et gaudio Spiritus sancti ad maiorem profectum se taliter diviserunt.

TEXTO TRADUZIDO

Legenda dos Três Companheiros - 32

32. 
1 O homem de Deus Francisco, tendo-se associado, como foi dito, a dois irmãos, e não dispondo de morada onde permanecer com eles, transferiu-se com os mesmos a uma pequena igreja, pobrezinha e abandonada, chamada Santa Maria da Porciúncula, e ali fizeram uma cabana onde morassem juntos de vez em quando. 
2 Alguns dias depois, um homem assisiense, chamado Egídio, veio ter com eles, e com grande reverência e devoção, de joelhos, rogou ao homem de Deus que o recebesse em sua companhia. 
3 Como o homem de Deus viu que ele era fidelíssimo e devoto, e que poderia alcançar muita graça de Deus, como depois se viu de fato, recebeu-o de boa vontade. 
4 Unidos estes quatro, com imensa alegria e gozo do Espírito Santo, dividiram-se para maior proveito da seguinte forma: