LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

  • Fontes Franciscanas
  • Fontes Biográficas
  • Legenda dos Três Companheiros

TEXTO ORIGINAL

Legenda Trium Sociorum - 44

44. 
1 Quando vero ibant per viam et inveniebant pauperes petentes aliquid ab eis amore Dei, cum non habebant aliud quod praeberent, dabant aliquam partem de vestibus suis licet vilibus. 
2 Quandoque enim dabant caputium dividentes ipsum a tunica, quandoque manicam quandoque partem aliam dissuentes ipsam a tunica ut evangelicum illud implerent: “Omni petenti te tribues”. 
3 Quadam autem die venit quidam pauper ad ecclesiam Sanctae Mariae de Portiuncula, apud quam fratres aliquando morabantur, et eleemosynam petiit. 
4 Erat autem ibi quaedam clamis quem quidam frater habuerat saecularis. 
5 Cui cum dixisset beatus Franciscus ut eam illi pauperi daret, libenter et velociter dedit ei. 
6 Statimque propter reverentiam et devotionem quam habuerat frater ille in dando clamidem illi pauperi, visum est ei quod eleemosyna illa in caelum ascendisset et sensit novo gaudio se perfundi.

TEXTO TRADUZIDO

Legenda dos Três Companheiros - 44

44. 
1 Quando iam pela estrada e encontravam pobres pedindo alguma coisa por amor de Deus, não tendo o que oferecer, davam alguma parte de suas roupas, embora de nenhum valor. 
2 Pois às vezes davam o capuz, separando-o da túnica, outras vezes a manga e alguma vez outra parte, descosturando-a da túnica para cumprirem aquilo do Evangelho: “Darás a todo que te pedir”. 
3 Certa dia chegou um pobre à igreja de Santa Maria da Porciúncula, onde, às vezes, os irmãos moravam, e pediu esmola. 
4 Havia um manto que um irmão usara quando secular. 
5 Quando São Francisco lhe disse para dá-lo ao pobre, deu-o de boa vontade e rapidamente. 
6 Pela reverência e devoção com que o irmão havia dado aquela esmola ao pobre, pareceu-lhe ver na mesma hora aquela esmola subindo ao céu e sentiu-se inundado de novo júbilo.