LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

  • Fontes Franciscanas
  • Fontes Biográficas
  • Anônimo Perusino

TEXTO ORIGINAL

Anonimo Perusino - 25

Caput VI ‑ De conversatione fratrum et dilectione quam invicem habebant.

25

1 Quando autem se revidebant, tanta iocunditate et spirituali gaudio replebantur, quod nihil recordabantur adversitatis et maximae paupertatis quem patiebantur.

2 Solliciti erant cotidie in oratione et labore manuum(cfr.1Cor 4,12) suarum, ut omnem otiositatem animae inimicam a se penitus effugarent. 3 Noctibus vero, similiter solliciti surgere media nocte iuxta illud Prophetae: Media nocte surgebam ad confitendum tibi(Ps 118,62), orabant cum devotione multa et lacrimis frequenter.

4 Amore intimo se invicem diligebant, serviebat quoque et nutriebat unus alterum, sicut mater servit et nutrit filium suum. 5 Tantum ardebat in eis caritatis ignis, quod eis facile videbatur tradere corpora sua non solum pro nomine Domini nostri Iesu Christi, sed etiam unus pro altero et libenter.

TEXTO TRADUZIDO

Anônimo Perusino - 25

CAPITULO 6  - Sobre o comportamento dos irmãos e o amor que tinham entre si.

25

1 Quando se reviam, ficavam tão repletos de contentamento e alegria espiritual, que não se lembravam mais das adversidades sofridas nem se preocupavam com a sua enorme pobreza.

2 Eram solícitos todos os dias na oração e no trabalho com as próprias mãos, para afugentar toda forma de ociosidade, inimiga da alma. 3 De noite também eram solícitos em levantar-se à meia-noite, segundo a palavra do Profeta: “Levantava-me à meia-noite para te louvar”, rezavam com muita devoção e, freqüentemente, com lágrimas.

4 Amavam-se com afeto profundo, um servia e nutria o outro, como uma mãe serve e nutre seu filho.5 Era tão ardente neles o fogo da caridade que lhes parecia fácil entregar seus corpos não só pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, mas também um pelo outro, de boa vontade.