LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

  • Fontes Franciscanas
  • Fontes Biográficas
  • Tomás de Celano
  • Primeira Vida (1Cel)

TEXTO ORIGINAL

Prima Vita (1Cel) - 18

Caput VIII - Quomodo construxit ecclesiam Sancti Damiani et de conversatione Dominarum in eodem loco degentium.

18. 
1 Primum itaque opus quod beatus Franciscus aggreditur, liberatione sui de manu carnalis patris obtenta: domum construit Deo, illamque non de novo facere tentat, sed veterem reparat, vetustam resarcit; 
2 non fundamentum evellit, sed super illud aedificat, praerogativam, licet ignorans, semper reservans Christo: Fundamentum enim aliud nemo potest ponere, praeter id quod positum est, quod est Christus Iesus (1Cor 3,11). 
3 Cumque ad locum in quo, sicut dictum est, ecclesia Sancti Damiani antiquitus constructa fuerat, reversus foret, gratia ipsum Altissimi comitante, in brevi eam tempore studiosius reparavit. 
4 Hic est locus ille beatus et sanctus in quo gloriosa religio et excellentissimus ordo pauperum Dominarum et sanctarum virginum, a conversione beati Francisci fere sex annorum spatio iam elapso, per eundem beatum virum felix exordium sumpsit; 
5 in quo domina Clara, civitate Assisii oriunda, lapis pretiosissimus atque fortissimus caeterorum superpositorum lapidum exstitit fundamentum. 
6 Nam, cum post initiationem ordinis Fratrum, dicta domina sancti viri monitis ad Deum conversa fuisset, multis exstitit ad profectum et innumeris ad exemplum. 
7 Nobilis parentela sed nobilior gratia; virgo carne, mente castissima; aetate iuvencula sed animo cana; 
8 constans proposito et in divino amore ardentissima desiderio; sapientia praedita et humilitate praecipua: Clara nomine, vita clarior, clarissima moribus.

TEXTO TRADUZIDO

Primeira Vida (1Cel) - 18

Capítulo 8 - Como construiu a igreja de São Damião e como viviam as senhoras que moravam nesse lugar.

18. 
1 A primeira obra que o bem-aventurado Francisco empreendeu depois que se livrou de seu pai terreno foi edificar uma casa para Deus. Mas não tentou construí-la desde o começo: consertou o que era velho, reparou o que era antigo. 
2 Não desfez os alicerces mas edificou sobre eles, reservando essa prerrogativa, mesmo sem pensar, ao Cristo: ninguém pode pôr outro fundamento senão o que foi posto: Cristo Jesus (1Cor 3,11). 
3 Voltou pois ao lugar em que, como dissemos, fora construída antigamente uma igreja de São Damião. Com a graça do Altíssimo, reparou-a cuidadosamente em pouco tempo. 
4 Foi esse o lugar feliz e abençoado em que teve auspicioso início a família religiosa e excelentíssima Ordem das Senhoras Pobres e santas virgens, quase seis anos depois da conversão do bem-aventurado Francisco e por seu intermédio. 
5 Nela estabeleceu-se dona Clara, natural de Assis, como pedra preciosa e inabalável, alicerce para as outras pedras que haveriam de se sobrepor. 
6 Pois já tinha começado a existir a Ordem dos Frades quando essa senhora foi convertida para Deus pelos conselhos do santo homem, servindo assim de estímulo e modelo para muitas outras. 
7 Foi nobre de nascimento e muito mais pela graça; virgem no corpo e puríssima no coração; jovem em idade mas amadurecida no espírito. 
8 Firme na decisão e ardentíssima no amor de Deus. Rica em sabedoria, sobressaiu na humildade. Foi Clara de nome, mais clara por sua vida e claríssima em suas virtudes.