LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Prima Vita (1Cel) - 44

    44. 
    1 Dabat semper sanctae simplicitati operam, nec sinebat locum angustum cordis latitudinem (cfr. Ps 118,45) impedire. 
    2 Scribebat propterea nomina fratrum per tigna domicilii, ut unusquisque orare volens aut quiescere, recognosceret locum suum, et ne angusta loci modicitas mentis silentium perturbaret. 
    3 Cumque ibidem morarentur, accidit die quaddam quidam asinum ducens deveniret ad umbraculum in quo vir Dei cum sociis morabatur; et ne pateretur repulsam, adhortans asinum suum ad ingrediendum, locutus est verbum hoc: “Vade intus, quia huic loco benefaciemus”. 
    4 Quod verbum sanctus Franciscus audiens graviter tulit, illius viri cognoscens intentionem: putabat enim ille ipsos ibidem morari velle ad augendum locum, et ut domum domui (cfr. Is 5,8) copularent. 
    5 Statimque sanctus Franciscus egrediens inde, relicto tugurio illo propter rustici verbum, transtulit se ad locum alium non longe ab illo, qui Portiuncula dicitur, ubi, sicut supra dictum est, ecclesia Sanctae Mariae ab ipso diu ante fuerat reparata. 
    6 Nihil volebat proprietatis habere, ut omnia posset in Domino plenius possidere (cfr. 2Cor 6,10).

    TEXTO TRADUZIDO

    Primeira Vida (1Cel) - 44

    44. 
    1 Agia sempre com santa simplicidade e não permitia que o aperto do lugar lhe prejudicasse a amplidão do coração. 
    2 Por isso escreveu o nome dos irmãos nos caibros da cabana, para que cada um soubesse seu lugar quando quisesse orar ou repousar, e não se perturbasse o silêncio espiritual pela estreiteza do ambiente. 
    3 Ainda moravam nesse lugar no dia em que apareceu um homem conduzindo um jumento, na porta da cabana em que o homem de Deus estava com os seus companheiros. Temendo ser rejeitado, instigava o animal a entrar, dizendo: “Entra, que vamos melhorar este lugar”. 
    4 Ouvindo isso, São Francisco ficou muito chocado, pois entendeu a intenção do homem: pensava que os frades queriam morar naquele lugar para promovê-lo e construir casas. 
    5 São Francisco saiu imediatamente dali, abandonando a cabana por causa da palavra do camponês. Transferiu-se para outro lugar, não muito afastado, chamado Porciúncula, onde, como dissemos, tinha reparado tempos atrás a igreja de Nossa Senhora. 
    6 Não queria ter propriedade nenhuma, para poder possuir tudo no Senhor em maior plenitude.