LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Prima Vita (1Cel) - 119

    OPUSCULUM TERTIUM.

    Incipit tertium opusculum de canonizatione beati patris nostri Francisci et de miraculis eius. 

    119. 
    1 Gloriosissimus igitur pater Franciscus, vicesimo conversionis suae anno, feliciorem finem felici connectens principio, felicissime caelo spiritum commendavit (cfr. Luc 23,45), ubi gloria et honore coronatus (cfr. Ps 8,6), et locum sortitus in medio lapidum ignitorum (cfr. Ez 28,14), throno Divinitatis assistens, eorum quos reliquit in terris studet efficaciter negotia pertractare. 
    2 Revera quid illi poterit denegari, in cuius sacrorum stigmatum pressura forma resultat illius, qui coaequalis Patris exsistens, sedet ad dexteram maiestatis in excelsis, splendor gloriae et figura substantiae Dei, purgationem faciens peccatorum (cfr. Heb 1,3)?. 
    3 Quidni exaudiatur, qui configuratus morti Christi Iesu in societate passionum eius (cfr. Phip 3,10), manuum, pedum atque lateris sacra vulnera repraesentat?. 
    4 Laetificat certe iam mundum omnem novo gaudio sospitatum, et verae salutis ofert commoda universis. 
    5 Miraculorum luce clarissima mundum irradiat, et veri sideris fulgore totum illustrat orbem. 
    6 Lugebat olim mundus eius se fraudatum praesentia, et quadam tenebrarum voragine ad eius occasum (cfr. Ps 49,1) se viderat occupatum. 
    7 Sed iam, velut in meridie (cfr. Is 16,3), in novae lucis exortu, fulgentioris radiis illustratus, sentit se universam caliginem amisisse. 
    8 Cessavit iam, benedictus Deus (cfr. Ps 65,20)! omnis querimonia eius, cum quotidie ubique novis exsultationibus in sanctarum virtutum fascibus ex ipso copiosissime cumuletur. 
    9 Veniunt ab oriente et occidente (cfr. Mat 8,11), veniunt a meridie et septentrione (cfr. Gen 13,3; Ez 48,31), qui eius patrocinio sublevati, haec ita fore comprobent testimonio veritatis (cfr. Ioa 5,33). 
    10 Ideo utique dum vixit in carne, supernorum amator praecipuus nihil in mundo proprietatis suscepit, ut universitatis bonum plenius et iucundius possideret. 
    11 Factus est proinde in toto qui noluit esse in parte, et aeternitatem pro tempore commutavit. 
    12 Ubique omnibus subvenit, ubique omnibus adest, et vere unitatis amator participii detrimenta non novit.

    TEXTO TRADUZIDO

    Primeira Vida (1Cel) - 119

    TERCEIRO LIVRO

    Começa o terceiro livro, sobre a canonização do bem-aventurado pai São Francisco e seus milagres. 

    119. 
    1 No vigésimo ano de sua conversão, dando um fecho melhor ao que começara tão bem, o glorioso Pai Francisco entregou todo feliz o seu espírito ao céu. Lá, coroado de glória e honra, tem um lugar no meio das pedras de fogo (cfr. Ez 28,14), junto ao trono da Divindade, e cuida eficazmente de atender às necessidades daqueles que deixou aqui na terra. 
    2 De fato, o que poderia ser negado a quem, pela impressão dos sagrados estigmas, tornou-se uma cópia daquele que, igual ao Pai, senta-se à direita de sua majestade nas alturas, esplendor da glória e figura da substância de Deus, realizando a purificação dos pecados? 
    3 Como não será atendido aquele que, configurado à morte de Jesus Cristo por ter partilhado de seus padecimentos, reapresenta as sagradas chagas das mãos, dos pés e do lado? 
    4 Na realidade, ele já está inundando todo o mundo com uma alegria nova e a todos oferece os meios de verdadeira salvação. 
    5 Irradia o mundo com a luz claríssima dos milagres, e com o fulgor de um verdadeiro astro ilustra o universo inteiro. 
    6 Esse mundo tinha chorado havia pouco como se, privado de sua presença, tivesse caído num abismo de trevas. 
    7 Mas agora já sabe que saiu das trevas, iluminado por raios mais brilhantes ao nascer de uma nova luz, como se fosse meio-dia. 
    8 Graças a Deus, já deixamos de lamentá-lo, porque todos os dias e em todos os lugares nós nos vemos abundantemente cumulados de novas alegrias pelas virtudes que dele recebemos. 
    9 Do oriente e do ocidente, do sul e do norte apresentam-se pessoas para testemunhar que foram socorridas por suas graças. 
    10 Foi justamente por isso que Francisco, apaixonado pelos bens eternos, nunca se apropriou de nada enquanto viveu neste mundo, para possuir com maior plenitude e prazer o Bem Universal. 
    11 Não quis possuir a parte e teve o todo, recebendo a eternidade em troca do tempo. Ele, que tanto amava a união, desconhece parcialidades: 
    12 ajuda a todos em todo o mundo, em toda parte está junto de todos.