LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Prima Vita (1Cel) - 138

    138. 
    1 Mulier quaedam in civitate Narnii, cum furia maxima duceretur et, mente perdita, horribilia faceret et inconvenientia loqueretur, apparuit ei tandem beatus Franciscus in visione (cfr. Num 12,6) dicens: “Facias tibi crucem!”. 
    2 Et respondente illa: “Non possum”, sanctus ipse signum crucis impressit ei, et omnem effugavit ab ea insaniae passionem et daemoniacam phantasiam. 
    3 Viri quoque multi et feminae, variis daemonum cruciati suppliciis et decepti praestigiis, ab ipsorum potestate sancti et gloriosi patris praeclaris meritis sunt erepti. 
    4 Verum quia illud hominum genus saepe solet implicare deceptio falsitatis, de his nos breviter expedientes, ad maxima transeamus.

    TEXTO TRADUZIDO

    Primeira Vida (1Cel) - 138

    138. 
    1 Uma mulher de Narni, acometida por uma fúria enorme e privada do juízo, fazia coisas horríveis e dizia palavras inconvenientes. Afinal, teve uma visão de Francisco, que lhe disse: “Faz o sinal da cruz”. 
    2 Ela respondeu: “Não posso”. E o próprio santo fez-lhe o sinal da cruz, expelindo dela toda paixão da loucura e a fantasia demoníaca. 
    3 Muitos outros homens e mulheres, atormentados por suplícios e ilusões do demônio, foram arrancados do seu poder pelos merecimentos do preclaro santo e glorioso pai. 
    4 Entretanto, como esse tipo de pessoas costuma muitas vezes ser enganado pela falsidade, vamos contar só isso e passar para assuntos mais importantes.