LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

  • Fontes Franciscanas
  • Fontes Biográficas
  • Tomás de Celano
  • Primeira Vida (1Cel)

TEXTO ORIGINAL

Prima Vita (1Cel) - 142

142. 
1 Mulier quaedam in Eugubii civitate paralytica iacens, tertio invocato nomine beati Francisci, ab infirmitate sua demissa est et sanata. 
2 Quidam nomine Bontadosus, cum in pedibus et digitis sustineret gravissimam passionem, ita quod nec movere se poterat, nec ad partem aliquam declinare, cibo iam perdito atque somno, mulier quaedam die quadam venit ad eum, monens et suggerens ut, si ab hac infirmitate vellet citissime liberari, beato Francisco se devotissime devoveret. 
3 Respondebat autem vir ille, nimio dolore correptus: “Non credo ipsum esse sanctum”. 
4 Muliere vero pertinacius illi de voto suggerente, vir ille tandem vovit se in hunc modum: “Voveo me”, inquit, “sancto Francisco et ipsum credo sanctum, si me infra trium dierum terminum ab hac aegritudine liberabit”. 
5 Qui meritis sancti Dei mox liberatus ambulavit, manducavit et requievit, dans gloriam omnipotenti Deo (cfr. Ioa 9,24; Rom 4,20).

TEXTO TRADUZIDO

Primeira Vida (1Cel) - 142

142. 
1 Uma paralítica de Gúbio invocou três vezes São Francisco, ficou livre da doença e curada. 
2 Um certo Bontadoso sofria muito com uma doença nos pés e nas mãos: não podia se mover nem se virar para lado algum, e já não comia nem dormia. Um dia, foi visitá-lo uma mulher e o aconselhou a recomendar-se com devoção a São Francisco se quisesse ficar curado bem depressa. 
3 Fora de si pelo sofrimento, respondeu-lhe o doente: “Não acredito que ele seja santo”. 
4 Mas a mulher persistiu em seu conselho e ele acabou dizendo: “Eu me consagrarei a São Francisco e acreditarei que ele é santo se me livrar desta doença dentro de três dias”. 
5 Pelos méritos do santo de Deus ficou logo curado, podendo andar, comer e dormir, dando glória a Deus todo-poderoso.