LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

  • Fontes Franciscanas
  • Fontes Biográficas
  • São Boaventura
  • Legenda Maior

TEXTO ORIGINAL

Legenda Maior - III,3


1 Innotescente itaque apud multos viri Dei tam doctrinae simplicis veritate quam vitae, coeperunt ipsius exemplo viri quidam ad poenitentiam animari et eidem, reiectis omnibus (cfr. Luc 5,11.28), habitu vitaque coiniungi; 
2 quorum primus exstitit venerabilis vir Bernardus, qui vocationis divinae particeps (cfr. Heb 3,1) factus, Patris beati primogenitus esse promeruit, tam prioritate temporis quam privilegio sanctitatis. 
3 Hic enim, servi Christi sanctitate comperta, ipsius exemplo disponens perfecte contemnere mundum, ab eodem, qualiter id perficeret, consilium requisivit. 
4 Quo audito, Dei famulus pro primae prolis conceptu sancti Spiritus consolatione repletus:”A Deo est, inquit,“ hoc consilium requirendum“. 
5 Intraverunt proinde ecclesiam Sancti Nicolai mane iam facto (cfr. Mat 27,1), et oratione praemissa, cultor Trinitatis Franciscus ter Evangeliorum librum aperuit, trino exposcens a Deo testimonio sanctum Bernardi propositum confirmari. 
6 In prima libri apertione illud occurrit: Si vis perfectus esse, vade,. vende omnia quae habes, et da pauperibus (cfr. Mat 19,21). 
7 In secunda: Nihtl tuleritis in via (Luc 9,3). 
8 In tertia vero: Qui vult venire post me, abneget semetipsum et tollat crucem suam et sequatur me (Mat 16,24). 
”Haec est“, ait vir sanctus,”vita et regula nostra omniumque, qui nostrae voluerint societati coniungi. 
10 Vade igitur, si vis esse perfectus (cfr. Mat 19,21), et perfice quae audisti”.

TEXTO TRADUZIDO

Legenda Maior - III,3


1 Por isso, chegando a muitos tanto a doutrina simples da verdade quanto a vida do homem de Deus, alguns homens começaram a animar-se para a penitência e, deixando tudo, a juntar-se a ele no hábito e na vida. 
2 O primeiro deles foi o venerável varão Bernardo, que, feito participante da vocação divina, mereceu ser o primogênito do bem-aventurado pai, tanto pela prioridade do tempo quanto pelo privilégio da santidade. 
3 Pois ele, quando descobriu a santidade do servo de Cristo, desejando a seu exemplo desprezar completamente o mundo, pediu-lhe o conselho para saber como faria isso. 
4 Quando ouviu isso, o servo de Deus ficou cheio de consolação do Espírito Santo pela concepção de sua primeira prole e disse: “É a Deus que temos que pedir esse conselho”. 
5 Quando amanheceu, entraram na igreja de São Nicolau e, tendo feito primeiro uma oração, Francisco, o venerador da Trindade, abriu três vezes o livro dos Evangelhos, pedindo a Deus que confirmasse o santo propósito de Bernardo por três testemunhos. 
6 Na primeira vez que abriu o livro, apareceu: Se queres ser perfeito, vai, vende tudo que tens e dá-o aos pobres (cfr. Mt 19,21). 
7 Na segunda: Não levareis nada pelo caminho” (Lc 9,3).
8 E na terceira: Quem quer vir comigo, negue a si mesmo, tome sua cruz e me siga” (Mt 16,24). 
9 ”É esta”, disse o homem santo, “a vida e regra nossa e de todos que quiserem se unir ao nosso grupo. 
10 Ide, portanto, se quiserdes ser perfeitos (cfr. Mt 19,21), e cumpri o que ouvistes”.