LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

  • Fontes Franciscanas
  • Fontes Biográficas
  • São Boaventura
  • Legenda Maior

TEXTO ORIGINAL

Legenda Maior - VIII,2

2 
1 Plangendum proinde dicebat praedicatorem tamquam vera pietate privatum, sive qui in praedicatione non animarum quaerit salutem, sed propriam laudem, sive qui pravitate destruit vitae quod aedificat veritate doctrinae. 
2 Praeferendum huic dicebat fratrem simplicem et elinguem, qui bono exemplo alios provocaret ad bonum. 
3 Illud quoque verbum: Donec sterilis peperit plurimos cfr. 1Re 2,5), taliter exponebat: ”Sterilis”, inquit, ”est frater pauperculus, qui generandi in Ecclesia filios non habet officium. 
4 Hic pariet in iudicio plurimos, quia quos nunc privatis orationibus convertit ad Christum, suae gloriae tunc index adscribet. 
5 Quae multos habet filios infirmabitur (cfr. 1Re 2,5), quia praedicator vanus et loquax, qui multis nunc quasi sua virtute genitis gaudet, cognoscet tunc, se nil proprii habere in eis”.

TEXTO TRADUZIDO

Legenda Maior - VIII,2

2 
1 Por isso dizia que era lamentável, porque destituído de verdadeira piedade, o pregador que em seu ofício não busca a salvação das almas mas o próprio louvor, ou que, com sua vida depravada, destrói o que edifica com a verdade da doutrina. 
2 Dizia que a um desses deveria ser preferido um frade simples e sem eloquência, que provocasse os outros para o bem pelo bom exemplo. 
3 E assim explicava aquela palavra: A estéril deu à luz muitos filhos (1Re 2,5) dizendo: “A estéril é o frade pobrezinho, que não tem na Igreja o ofício de gerar filhos. 
4 Ele vai dar à luz, no juízo, muitos filhos, porque o Juiz vai acrescentar então à sua glória os que está convertendo agora para Cristo com suas orações em segredo. 
5 Mas a que tem muitos filhos ficará estéril (cfr. 1Re 2,5), porque o pregador vazio e falador, que agora se alegra por ter gerado ele mesmo muitos filhos, vai saber, então, que não tem nada de seu com eles”.