LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Legenda Maior - IX,2

    2 
    1 Christus Iesus crucifixus intra suae mentis ubera ut myrrhae fasciculus iugiter morabatur (cfr. Cant 1,12), in quem optabat per excessivi amoris incendium totaliter transformari. 
    2 Praerogativa quoque peculiaris devotionis ad ipsum ab Epiphaniae festo usque ad continuos quadraginta dies, eo scilicet tempore, quo Christus latuit in deserto, ad solitudinis loca declinans cellaque reclusus, quanta poterat arctitudine cibi et potus, ieiuniis, orationibus et laudibus Dei sine intermissione vacabat. 
    3 Tam fervido quidem in Christum ferebatur affectu, sed et Dilectus illi tam familiarem rependebat amorem, ut videretur ipsi famulo Dei quasi iugem prae oculis ipsius Salvatoris sentire praesentiam, sicut aliquando sociis familiariter revelavit. 
    4 Flagrabat erga Sacramentum Dominici Corporis fervore omnium medullarum, stupore admirans permaximo illam carissimam dignationem et dignantissimam caritatem. 
    5 Saepe communicabat et tam devote, ut alios devotos efficeret, dum ad immaculati Agni (cfr. 1Pet 1,19) degustationem suavem, quasi spiritu ebrius, in mentis ut plurimum rapiebatur excessum.

    TEXTO TRADUZIDO

    Legenda Maior - IX,2

    2 
    1 Jesus Cristo crucificado morava perenemente entre os seios de sua mente como um ramo de mirra (cfr. Cant 1,12), no qual optava por transformar-se totalmente pelo incêndio do excessivo amor. 
    2 Também pela prerrogativa da peculiar devoção que tinha para com Ele, desde a festa da Epifania e pelos quarenta dias seguintes, isto é, naquele tempo em que Cristo se escondeu no deserto, saía para um lugar solitário e, fechado numa cela, passava o tempo no maior aperto de comida e bebida, jejuns, orações e louvores de Deus, sem cessar. 
    3 Era tão fervoroso o afeto que tinha para com Cristo, mas o Dileto também correspondia ao seu amor tão familiar, que dava a impressão de que o próprio servo de Deus como que sentia continuamente a presença do Salvador, como revelou certa vez familiarmente aos companheiros. 
    4 Ardia pelo Sacramento do Corpo do Senhor com um fervor de todas as medulas, admirando com o maior espanto aquela caríssima dignação e digníssima caridade. 
    5 Comungava muitas vezes, e tão devotamente que tornava os outros devotos, e ao saborear o Cordeiro imaculado suavemente, como se estivesse ébrio no espírito, na mente era quase sempre arrebatado em êxtase.