LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

  • Fontes Franciscanas
  • Fontes Biográficas
  • São Boaventura
  • Legenda Maior

TEXTO ORIGINAL

Legenda Maior - XI,2

2 
1 Interrogatus Senis a quodam religioso viro, theologiae sacrae doctore, de quibusdam quaestionibus difficilibus intellectu, tanta claritate doctrinae divinae sapientiae patefaciebat arcana, ut vehementer stuperet vir ille peritus et cum admiratione referret: 
2 “Vere theologia sancti patris istius, puritate ac contemplatione tamquam alis in altum subvecta, est aquila volans; nostra vero scientia ventre graditur super terram (cfr. Gen 1,20.22; 3,14)”. 
3 Licet enim esset imperitus sermone (cfr. 2Cor 11,6), scientia tamen plenus enodabat dubia questionum et abscondita producebat in lucem (cfr. Iob 28,11). 
4 Nec absonum, si vir sanctus Scripturarum a Deo intellectum acceperat, cum per imitationem Christi perfectam veritatem ipsarum descriptam gestaret in opere et per sancti Spiritus unctionem plenariam, doctorem earum apud se haberet in corde.

TEXTO TRADUZIDO

Legenda Maior - XI,2

2 
1 Interrogado em Sena por um religioso, doutor em sagrada teologia, sobre algumas questões de difícil compreensão, iluminava os segredos da sabedoria divina com tanta claridade de doutrina, que deixou veementemente estupefato aquele perito, que disse com admiração: 
2 “Na verdade a teologia deste santo pai levada para o alto pela pureza e a contemplação como asas, é uma águia voando; mas a nossa ciência arrasta-se no chão”.
3 Pois embora não tivesse a perícia da palavra, estava cheio de sabedoria e resolvia as dúvidas das questões, além de trazer para a luz as coisas escondidas. 
4 Nem é estranho que o homem santo tenha recebido de Deus a compreensão das Escrituras, pois pela perfeita imitação de Cristo levava à ação a verdade nelas escrita e, pela unção plenária do Espírito Santo, tinha em seu coração o Mestre delas.