LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Legenda Maior - XI,14

    14 
    1 Qualiter autem absentibus se praesentem exhibuit, divina faciente virtute, evidenter ex superioribus innotescit, si revocetur ad mentem, qualiter absens in curru igneo (cfr. 4Re 2,11) fratribus transfiguratus apparuit, et quomodo se Arelatensi capitulo in crucis effigie praesentavit. 
    2 Quod factum esse divina dispositione credendum est ut ex praesentiae corporalis apparitione mirabili patenter claresceret, quem praesens et pervius spiritus eius luci sapientiae fores aeternae, 
    3 quae omnibus mobilibus mobilior est et ubique attingens propter sui munditiam, per nationes in animas sanctas se transfert et Dei amicos et prophetas constituit (Sap 7,24.27). 
    4 Simplicibus enim et parvulis (cfr. Mat 11,25) sua pandere solet mysteria Doctor excelsus, sicut prius apparuit in David, prophetarum eximio, et post in Apostolorum principe Petro et tandem in pauperculo Christi Francisco. 
    5 Hi enim, cum essent litterarum imperitia simplices, facti sunt sancti Spiritus eruditione illustres: is quidem pastor, ut gregem pasceret (cfr. Ioa 21,15) Synagogae de Aegypto eductum; 
    6 iste piscator, ut sagenam repleret (cfr. Mat 13,47.48) Ecclesiae multiformitate credentium; 
    7 hic autem negotiator, ut margaritam emeret evangelicae vitae, venditis et dispersis omnibus (cfr. Mat 13,44.45) propter Christum.

    TEXTO TRADUZIDO

    Legenda Maior - XI,14

    14 
    1 Mas, como se fez presente aos ausentes, por ação da virtude divina, fica evidente pelo que falamos acima, se nos lembrarmos como, estando ausente, apareceu aos frades transfigurado, num carro de fogo, e como se apresentou no capítulo de Arles, na forma de cruz. 
    2 Devemos crer que isso foi feito por disposição divina, para que, pela admirável aparição da presença corporal fosse claramente manifestado quão presente e aberto estava seu espírito à luz da sabedoria eterna, 
    3 que é mais móvel do que qualquer movimento e, por sua pureza, chega a todos os pontos, transfere-se pelas nações nas almas santas e constitui os amigos de Deus e os profetas (Sb 7,24.27). 
    4 Pois o Doutor excelso costuma manifestar seus mistérios aos simples e aos pequeninos, como apareceu antigamente em Davi, o mais exímio dos profetas, e depois em Pedro, príncipe dos Apóstolos, e finalmente em Francisco, pobrezinho de Cristo. 
    5 Pois eles, como eram simples por imperícia das letras, foram feitos ilustres pela erudição do Espírito Santo: o primeiro como pastor, para apascentar o rebanho da sinagoga, tirado do Egito; 
    6 o segundo como pescador, para encher a rede da Igreja com a multiformidade dos crentes; 
    7 o terceiro como negociante, para comprar a pérola da vida evangélica, depois de vender e distribuir tudo por causa de Cristo.