LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Legenda Maior - XII,9

    9 
    1 In civitate Tuscanella a milite quodam hospitio devote susceptus, filium eius unicum a nativitate contractum ad multam ipsius instantiam, manu allevans, sic subito incolumem reddidit, ut videntibus cunctis, protinus consolidarentur (cfr. Act 3,7) omnia corporis membra, et puer sanus effectus et fortis, confestim exsurgeret ambulans et exsiliens et laudans Deum cfr. Act 3,8). 
    2 In civitate Narniensi cum paralyticum quemdam membrorum omnium destitutum officio, signo crucis a capite usque ad pedes ad instantiam signasset episcopi, perfectae restituit sanitati. 
    3 In episcopatu Reatino puer quidam sic turgidus a quatuor annis, ut nullo modo propria crura cernere posset, a matre cum lacrimis praesentatus eidem, statim, ut vir sanctus tetigit eum manibus sacris, incolumis est effectus. 
    4 Apud civitatem Ortensem puer unus ita conglomeratus, ut caput pedibus portaret applicitum et haberet ossa nonnulla confracta, signo crucis ad parentum lacrimabiles preces ab eodem suscepto, subito extensus exstitit et illico liberatus.

    TEXTO TRADUZIDO

    Legenda Maior - XII,9

    9 
    1 Na cidade de Toscanella, recebido devotamente em casa por um cavaleiro e, por muita insistência dele, levantou com sua mão o seu filho único, contraído de nascença, e o tornou logo tão incólume que, à vista de todos, consolidaram-se imediatamente todos os membros do corpo, e o menino, são e forte, levantou-se na mesma hora, caminhando, saltando e louvando a Deus. 
    2 Na cidade de Narni, devolveu a saúde perfeita a um paralítico que não podia usar de nenhum membro, fazendo um sinal da cruz desde a sua cabeça até os pés, por insistência do bispo. 
    3 Na diocese de Rieti, um menino estava tão inchado, fazia quatro anos, que de nenhum modo podia ver as próprias pernas. A mãe o apresentou a ele entre lágrimas e logo que o homem santo tocou-o com suas mãos ficou incólume. 
    4 Na cidade de Orte, um menino estava tão amontoado que tinha a cabeça tocando os pés e vários ossos quebrados. Quando recebeu dele um sinal da cruz, pedido entre lágrimas pelos pais, estendeu-se de repente e logo ficou libertado.