LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Legenda Maior - Miraculis IV,3

    3 
    1 Frater Iacobus Reatinus, cum in navicula parva fluvium quemdam cum aliis fratribus pertransiret, sociis primo super ripam positis, postremo se ad exitum praeparabat. 
    2 Sed modico illo ligno per infortunium revoluto, rectore natante, frater mersus est in profundum. 
    3 Invocabant fratres extra positi affectuosis precibus beatum Franciscum, et ut filio succurreret, lacrimosis gemitibus supplicabant. 
    4 Submersus etiam frater de ventre gurgitis nimis immensi, cum ore non posset, corde clamabat, ut poterat, implorans pii Patris subsidium. 
    5 Et ecce, auxiliante sibi beati Patris praesentia, per profundum sicut per aridam ambulabat, et demersam naviculam capiens, cum ea pervenit ad littus. 
    6 Mirabile dictu! Vestimenta eius madidata non sunt, nec aquae gutta proximavit ad tunicam.

    TEXTO TRADUZIDO

    Legenda Maior - Milagres IV,3

    3 
    1 Frei Tiago de Rieti, atravessando um rio numa pequena barca com outros frades, deixou que eles desembarcassem primeiro na margem e se dispôs a sair no fim. 
    2 Mas infortunadamente a barca virou, o barqueiro saiu nadando e o frade mergulhou no profundo. 
    3 Os frades que ficaram fora invocavam com preces afetuosas o bem-aventurado Francisco e suplicavam com gemidos lacrimosos que socorresse seu filho. 
    4 Também o frade submerso clamava lá do ventre do imenso abismo e, como não o podia fazer com a boca, implorava no coração o socorro do pai. 
    5 E eis que, auxiliando-o a presença do bem-aventurado pai, andava lá no fundo como se andasse em terra seca; pegou a barca afundada e chegou com ela à margem. 
    6 É admirável dizê-lo! Suas roupas não estavam molhadas e nem uma só gota de água pousou em sua túnica.