LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Legenda Maior - Miraculis IV,5

    5 
    1 Quidam nautae Anconitani, procellosa tempestate iactati, submersionis periculum iam videbant. 
    2 Cumque sic desperati de vita sanctum Franciscum suppliciter invocarent, lumen in navi magnum apparuit, et cum ipso lumine tranquillitas concessa divinitus, ac si beatus vir sua miranda virtute et ventis imperare posset et maris. 
    3 Quantis autem miraculorum prodigiis beatus hic Pater in mari claruerit et clarescat, quoties ibidem opem tulerit desperatis, nullatenus credo possibile per singula enarrare. 
    4 Nec mirum, si iam regnanti in caelis collatum est imperium super aquas, cui et in hac mortalitate degenti omnis corporea creatura ad suam refigurata originem mirabiliter serviebat.

    TEXTO TRADUZIDO

    Legenda Maior - Milagres IV,5

    5 
    1 Alguns marinheiros de Ancona, sacudidos por uma perigosa tempestade, já viam o perigo de afundar. 
    2 Como estavam tão desesperados da vida e invocaram São Francisco suplicantemente, apareceu no navio uma grande luz, e com ela foi-lhes concedida divinamente a tranqüilidade, como se o bem-aventurado homem pudesse dar ordens aos ventos e ao mar por sua virtude. 
    3 Mas creio que é absolutamente impossível contar um por um por quantos prodígios de milagres este bem-aventurado pai brilhou e ainda brilha no mar, e quantas vezes aí levou auxílio aos desesperados. 
    4 Nem é de admirar se lhe foi dado poder sobre as águas agora que já reina no céu, pois quando morava nesta mortalidade toda criatura corporal, voltando ao seu estado original, já o servia admiravelmente.