LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Legenda Maior - Miraculis VIII,6

    6 
    1 Nobilis quaedam mulier, Rogata nomine, in episcopatu Sorano, per viginti tres annos fluxu fuit sanguinis fatigata, sed et a quam pluribus medicis quam plurima mala perpessa, prae nimietate quidem languoris saepius videbatur mulier exspirare; 
    2 sed et si quando fluxus huiusmodi stringebatur, tumescebat corpore toto. 
    3 Audiens autem quemdam puerum Romano sermone canentem miracula, quae Deus per beatum Franciscum fuerat operatus, nimio dolore commota, tota prorupit in lacrymas sicque intra se fide accensa dicere coepit: 
    4 ”O beate Pater Francisce, qui tantis coruscas miraculis, si me digneris ab hac aegritudine liberare, magna tibi accrescet gloria, quoniam adhuc tantum miraculum non fecisti”. 
    5 Quid plura? His dictis, sensit se beati Francisci meritis liberatam. 
    6 Filium quoque ipsius, Marium nomine, qui brachium habebat contractum, sanctus Franciscus, voto ad ipsum emisso, sanavit. 
    7 Feminam etiam quamdam de Sicilia per septennium fluxu sanguinis fatigatam beatus Christi signifer sanam fecit.

    TEXTO TRADUZIDO

    Legenda Maior - Milagres VIII,6

    6 
    1 Uma mulher nobre, chamada Rogata, da diocese de Sora, esgotada por vinte e três anos de fluxo de sangue, também tivera que suportar males sem número por parte de numerosos médicos. Pelo excesso da dor, muitas vezes parecia que a mulher ia morrer. 
    2 E, se alguma vez o fluxo se detinha, ficava com o corpo todo inchado. 
    3 Mas ouvindo um menino que cantava em língua romana os milagres que Deus tinha operado pelo bem-aventurado Francisco, comovida por uma dor enorme, prorrompeu em lágrimas e assim, com a fé acesa, começou a dizer: 
    4 ”Ó bem-aventurado pai Francisco, que brilhas por tantos milagres, se te dignares libertar-me desta doença, vai aumentar muito a tua glória, porque ainda não fizeste um milagre tão grande”. 
    5 Que mais? Quando disse isso, sentiu-se libertada pelos méritos do bem-aventurado pai. 
    6 Também o filho dela, chamado Mário, que tinha um braço contraído, foi curado por São Francisco quando fez um voto. 
    7 O porta-bandeiras de Cristo também curou uma mulher da Sicília, que tinha sofrido por sete anos um fluxo de sangue.