LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Legenda Maior - Miraculis X,6

    6 
    1 In castro Chore Ostiensis dioecesis vir quidam crus sic ex toto perdiderat, ut nullo modo progredi vel movere se posset. 
    2 Positus itaque in angustia vehementi et auxilio desperatus humano, coepit nocte quadam, ac si praesentem cerneret beatum Franciscum, talem coram eo assumere materiam querelandi: 
    3 ”Adiuva me, sancte Francisce, recolens meum servitium et devotionem tibi impensam. 
    4 Nam in asino meo te portavi, sanctos pedes tuos et sanctas manus osculatus fui, semper tibi devotus, semper benevolus exstiti, et ecce, morior doloris huius durissimo cruciatu”. 
    5 His pulsatus querelis, statim affuit beneficiorum memor, devotioni gratus, et vigilanti viro cum uno fratre apparuit. 
    6 Ad vocationem eius venisse se dixit et tulisse remedia sanitatis. 
    7 Tetigit locum doloris cum baculo parvulo, qui figuram Thau in se habebat, et fracto mox apostemate, perfectam tribuit sanitatem. 
    8 Et, quod mirabilius est, sacrum signum Thau impressum super locum sanati ulceris ad miraculi memoriam dereliquit. 
    9 Hoc signo sanctus Franciscus suas consignabat litteras, quoties caritatis causa scriptum aliquod dirigebat.

    TEXTO TRADUZIDO

    Legenda Maior - Milagres X,6

    6 
    1 No castro de Cori, na diocese de Óstia, um homem tinha perdido a tal ponto o uso de uma perna que não podia andar nem se locomover. 
    2 Fortemente angustiado e sem esperança no auxílio humano, começou, certa noite, a discutir com São Francisco como se o tivesse presente: 
    3 “Ajuda-me, São Francisco, lembrando do meu serviço e da devoção que tenho por ti. 
    4 Pois eu te carreguei no meu burro. Beijei tuas santas mãos e teus santos pés, sempre fui teu devoto, sempre fui bondoso, e agora estou morrendo com o sofrimento desta dor duríssima”. 
    5 Movido por essas queixas, apresentou-se logo aquele que se lembrava dos benefícios, estava agradecido pela devoção, e apareceu ao homem acordado, junto com um frade. 
    6 Disse que tinha vindo chamado por ele e que trazia os remédios para a saúde. 
    7 Tocou o lugar da dor com um bastãozinho que tinha forma de um Tau e, tendo aberto, na hora, o tumor, deu-lhe uma saúde perfeita. 
    8 E, o que é mais de admirar, deixou o sagrado sinal do Tau impresso no lugar da ferida curada, para recordação do milagre. 
    9 São Francisco assinava suas cartas com esse sinal, todas as vezes que tinha que enviar algum escrito por caridade.