LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

  • Fontes Franciscanas
  • Fontes Biográficas
  • Tomás de Celano
  • Segunda Vida (2Cel)

TEXTO ORIGINAL

Secunda Vita (2Cel) - 217a

Quomodo quidam frater vidit animam sancti patris in transitu ipsius.

217a 
1 Unus frater ex discipulis eius, famae non modicum celebris, vidit animam santissimi patris quasi stellam (cfr. Sir 50,6), lunae immensitatem habentem et solis claritatem, praetendentem super aquas multas (cfr. Ps 28,3), a candida subvecta nubecula (cfr. Apoc 14,14), recto tramite in caelum conscendere (cfr. Ios 8,20). 
2 Factus est propterea concursus populorum multorum (cfr. Act 21,30), laudantium et glorificantium nomen Domini (cfr. Luc 2,20). 
3 Catervatim tota civitas Assisii ruit et omnis accelerat regio (cfr. Mat 8,34; 3,5) videre magnalia Dei (cfr. Act 2,11), quae Dominus ostenderat (cfr. Luc 2,15) in servo suo. 
4 Lamentabantur filii tanto patre orbati, et pium cordis affectum lacrimis et suspiriis ostendebant. 
5 Verumtamen miraculi novitas planctum vertit in iubilum et luctum in iubilationem. 
6 Cernebant corpus beati patris Christi stigmatibus decoratum, in medio videlicet manuum et pedum ipsius, non clavorum quidem puncturas, sed ipsos clavos ex eius carne compositos, immo carni eidem innatos, ferri retenta nigredine, ac dextrum latus sanguine rubricatum. 
7 Caro eius, naturaliter nigra prius, candore nimio renitescens beatae ressurrectionis praemia promittebat. 
8 Membra denique ipsius ductilia et mollia sunt effecta, non rigida, ut mortuorum solent, conversa in similitudinem puerilis aetatis.

TEXTO TRADUZIDO

Segunda Vida (2Cel) - 217a

Como um irmão viu a alma do santo pai em seu pensamento.

217a 
1 Um frade dos seus discípulos, não pouco conhecido pela fama, viu a alma do santíssimo pai como uma estrela, com o tamanho da lua e a claridade do sol, pairando sobre as águas numerosas, levada em cima de uma nuvenzinha branca e subindo direto para o céu. 
2 Houve por isso um grande ajuntamento de muitos povos, louvando e glorificando o nome do Senhor. 
3 Toda a cidade de Assis veio em peso, e a região inteira se apressou para ver as grandezas de Deus, que o Senhor tinha demonstrado em seu servo. 
4 Lamentavam-se os filhos privados de tão excelente pai e demonstravam com lágrimas e suspiros o piedoso afeto de seu coração. 
5 Mas a novidade do milagre transformou o pranto em júbilo e o luto em comemoração. 
6 Viam o corpo do bem-aventurado pai ornado com os estigmas. No meio das mãos e dos pés estavam não os buracos dos cravos mas os próprios cravos, feitos com sua carne e até unidos à sua carne, embora pretos como ferro. O lado direito parecia rubro de sangue. 
7 Sua carne, antes escura por natureza, mostrava agora a alvura brilhante que prometia os prêmios da ressurreição. 
8 Por fim, seus membros podiam dobrar-se, não tinham a rigidez que os mortos costumam ter, transformada na aparência da idade infantil.