LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Secunda Vita (2Cel) - 15

    Caput X De expropriatione fratris Bernardi.

    15 
    1 Bernardus quidam de civitate Assisii, qui postea filius fuit perfectionis, cum viri Dei (cfr. 1Re 2,27) exemplo disponeret saeculum perfecte contemnere, consilium eius supplex exposcit. 
    2 Consultans igitur eum, sic ait: “Si quis, o pater, bona cuiusquam domini longo tempore possedisset et nollet illa retinere iam amplius, quid de illis perfectius foret agendum?”. 
    3 Resignanda esse cuncta domino suo a quo illa receperat, respondit vir Dei (cfr. 1Re 2,27). 
    4 Et Bernardus ad eum: “Universa quae habeo, a Deo mihi data (cfr. Rom 15,15) cognosco, quae ad consilium tuum resignare iam sibi assisto paratus”. 
    5 “Si dicta”, inquit sanctus, “factis probare volueris, summo mane intremus ecclesiam, et Evangelii codice sumpto, a Christo quaeramus consilium”. 
    6 Intrant itaque ecclesiam mane iam facto (Mat 27,1), et oratione devote praemissa, Evangelii librum aperiunt, disponentes id facere quod consilii primum occurrat. 
    7 Aperiunt librum, et consilium suum in eo aperit Christus: Si vis perfectus esse vade et vende omnia quae habes, et da pauperibus (cfr. Mat 19,21). 
    8 Secundo id replicant, et: Nihil tuleritis in via (Luc 9,3), occurrit. 
    9 Addunt hoc tertio, et: Qui vult venire post me, abneget semetipsum (Mat 16,24; Luc 9,23), inveniunt. 
    10 Absque cunctatione haec omnia Bernardus adimplet, nec consilii huius vel unum iota transgreditur.
    11 Convertuntur a mordacissimis curis mundi tempore brevi quamplures, et ad infinitum bonum, duce Francisco, revertuntur in patriam (cfr. Gen 30,25). 
    12 Longum esset de singulis prosequi qualiter bravium supernae vocationis (cfr. Phip 3,14) attigerint.

    TEXTO TRADUZIDO

    Segunda Vida (2Cel) - 15

    Capítulo 10 - Da desapropriação de Frei Bernardo.

    15 
    1 Um certo Bernardo, da cidade de Assis, que depois foi filho da perfeição, desejando, a exemplo do homem de Deus, desprezar completamente o século, foi pedir suplicante seu conselho, 
    2 Por isso, consultou-o dizendo: - “Pai, se alguém tivesse possuído por muito tempo os bens de algum senhor, e já não quisesse mais retê-los, qual seria a coisa mais perfeita a fazer?” 
    3 O homem de Deus respondeu que deveria devolver tudo ao senhor de quem recebera 
    4 Então Bernardo disse: - “Sei que tudo que tenho me foi dado por Deus. Estou resolvido a dar tudo de volta, de acordo com o teu conselho”. 
    5 Respondeu o santo: “Se queres provar o que dizes, vamos bem cedo à igreja e, pegando o Evangelho, peçamos conselho a Cristo”. 
    6 Por isso entraram na igreja quando amanheceu, rezaram primeiro com devoção e depois abriram o Evangelho, dispostos a fazer a primeira proposta que ocorresse. 
    7 Abriram o livro e Cristo mostrou seu conselho: “Se queres ser perfeito, vai e vende tudo que tens, e dá-o aos pobres”. 
    8 Repetem uma segunda vez e apareceu: “Não leveis nada pelo caminho”. 
    9 Acrescenta uma terceira vez e encontram: “Quem quer vir após mim, renuncie a si mesmo”. 
    10 Bernardo não perdeu tempo para cumprir tudo isso e não deixou de observar uma vírgula do conselho recebido. 
    11 Em pouco tempo, foram muitos os que se converteram dos corrosivos cuidados do mundo e, guiados por Francisco para o bem infinito, voltaram para a pátria. 
    12 Seria longo contar como cada um deles conquistou o galardão da vocação suprema.