LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Secunda Vita (2Cel) - 37

    Caput VIII - Quomodo Perusinis praedicans, futuram in eis seditionem praedixit, et de commendatione unitatis.

    37 
    1 Post dies aliquot cum semel beatus pater de praedicta cella descenderet, fratribus qui aderant querula voce dixit: “Multa mala fecerunt homines Perusini vicinis suis, et elevatum est cor eorum ad igniominiam (cfr. Ez 28,2; Ier 8,11) sibi. 
    2 Verumtamen prope est ultio Dei, et manus eius ad gladium (cfr. Ier 46,10; 15,2) est”. 
    3 Paucis igitur elapsis diebus, surgit in fervore spiritus et versus civitatem Perusium dirigit cursum. 
    4 Liquido fratres perpendere potuerunt, aliquam visionem ipsum in cella vidisse. 
    5 Deveniens ergo Perusium populo congregato (cfr. Deut 31,12) incipit praedicare; 
    6 cumque milites in equis, ut assolet, currerent et in ludis militaribus arma tenentes verbum Dei (cfr. Luc 11,28) praepedirent, conversus sanctus ad eos, ingemuit (cfr. Luc 9,55; Mar 7,34) dicens: 
    7 “O miserorum hominum miseranda vecordia, qui non consideratis, nec timetis iudicium Dei (cfr. Rom 2,3)! 
    8 Sed audite quae Dominus per me pauperculum vobis annuntiat (cfr. Is 66,2; Ioa 16,13): 
    9 Dominus”, inquit, “exaltavit vos (cfr. Ps 36,34) super omnes qui in circuitu vestro sunt (cfr. Ez 5,7; 11,12); propter quod vicinis benigniores, Deo gratiores exsistere deberetis. 
    10 Sed ingrati gratiae, manu armata (cfr. 4Re 11,11) vicinos impetitis, occiditis et vastatis. 
    11 Dico vobis, non relinquetur inultum (cfr. Mat 23,38; Iob 24,12), sed ad graviorem punitionem faciet vos intestino Deus bello subruere, ita ut unus in alterum mutua seditione consurgat. 
    12 Docebit indignatio quos dignatio non instruxit”. 
    13 Non post multos dies (cfr. Luc 15,13) oritur scandalum inter eos, corripiuntur arma in proximos, saeviunt in milites populares, et verso gladio nobiles plebeios; 
    14 ultimo tanta immanitate ac caede certatum est, quod etiam vicini, quos offenderant, condolebant. 
    15 Dignum laude iudicium! Nempe quoniam ab Uno et Summo recesserant, necesse fuit ut nec in eis unitas remaneret. 
    16 Fortius in republica vinculum esse non potest quam pius in Deum amor, sincera et non ficta fides.

    TEXTO TRADUZIDO

    Segunda Vida (2Cel) - 37

    Capítulo 8 - Como, pregando aos perusinos, anunciou que haveria uma sedição entre eles, e da recomendação da unidade.

    37 
    1 Alguns dias mais tarde, quando o bem-aventurado pai desceu daquela cela, disse com voz sofrida aos frades presentes: “Os habitantes de Perusa fizeram muito mal a seus vizinhos, e seu coração se exaltou, mas para sua ignomínia. 
    2 Na verdade, a vingança de Deus está próxima: Ele já está com a mão na espada”. 
    3 Depois de mais alguns dias, levantou-se no fervor do espírito e tomou o caminho da cidade de Perusa. 
    4 Os frades puderam concluir que tinha tido alguma visão em sua cela. 
    5 Quando chegou a Perusa, reuniu o povo e começou a pregar. 
    6 Mas, como os soldados corriam nos seus cavalos, como é costume, e levavam armas em seus exercícios militares, impediam a palavra de Deus, o santo se voltou para eles e disse gemendo: 
    7 “O miserável perversidade dos homens miseráveis, que não considerais nem temeis o juízo de Deus! 
    8 Mas ouvi o que o Senhor vos anuncia por intermédio de mim, pobrezinho: 
    9 O Senhor vos exaltou acima de todos os que estão ao vosso redor. Justamente por isso deveríeis ser mais bondosos com os vizinhos e mais agradecidos a Deus. 
    10 Mas estais sendo ingratos, atacais os vizinhos à mão armada, matando e saqueando. 
    11 Eu vos digo que isso não vai ficar sem vingança, porque Deus, para maior punição, vai fazer com que enfrenteis uma guerra interna, levantando-vos uns contra os outros. 
    12 E a indignação vai instruir aqueles que a bondade não conseguiu ensinar”. 
    13 Não muitos dias depois, brotou um escândalo entre eles. Empunharam armas contra os companheiros: o povo se amotinou contra os cavaleiros e os nobres atacaram os plebeus à espada. 
    14 Numa palavra, lutaram com tamanha ferocidade e estrago, que até os vizinhos, a quem tinham ofendido, ficaram com pena. 
    15 Foi um castigo merecido! Como se afastaram daquele que é Uno e Sumo, foi preciso que nem a unidade permanecesse entre eles. 
    16 Não pode haver vínculo mais forte em uma nação do que o piedoso amor a Deus, numa fé sincera e sem fingimento.