LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Secunda Vita (2Cel) - 39

    Caput X - Quomodo per spiritum cognovit fratrem qui scandalizaverat fratrem, quem religionem exiturum praedixit.

    39 
    1 Duos fratres venerunt aliquando de Terra Laboris, quorum antiquior intulit multa scandala iuniori. Erat, inquam, non socius sed tyrannus. 
    2 Iunior vero omnia propter Deum miro silentio sustinebat. 
    3 Cum autem venissent Assisium et intrasset iunior ille ad sanctum Franciscum (erat siquidem familiaris eidem), dixit inter alia sanctus: “Qualiter erga te socius tuus se habuit in hoc itinere?” 
    4 Qui respondit: “Utique satis bene, pater carissime”. 
    5 Cui sanctus: “Cave, frater, ne sub humilitate specie mentiaris. Scio enim qualiter erga te se habuit; sed exspecta modicum et videbis”. 
    6 Miratus est perplurimum frater, quomodo tam absentia per spiritum (cfr. Act 21,4) cognovisset. 
    7 Igitur non post multos dies (cfr. Luc 15,13), contempta religione, foras arrripitur qui scandalum fecerat fratri suo (cfr. Rom 14,13; Mat 5,22). 
    8 Absque dubio perversitatis est signum et deficientis sensus (cfr. Sir 19,21) evidens argumentum, eadem via eamdem non habere cum bono comite voluntatem.

    TEXTO TRADUZIDO

    Segunda Vida (2Cel) - 39

    Capítulo 10 - Como soube pelo espírito que um irmão escandalizara o outro, e predisse que ele sairia da religião.

    39 
    1 Certa ocasião, vieram da Terra do Labor dois frades. O mais velho tinha escandalizado muito o mais novo: não era um companheiro mas um tirano. 
    2 Mas o mais jovem suportava tudo em admirável silêncio por amor de Deus. 
    3 Quando chegaram a Assis, e o mais novo foi visitar São Francisco (porque era muito conhecido dele), o santo disse entre outras coisas: “Como é que se comportou contigo o teu companheiro nessa viagem?” 
    4 Ele respondeu: “Muito bem, pai caríssimo”. 5 Mas o santo retrucou: “Cuidado, irmão, para não mentires, pensando em ser humilde, porque eu sei como ele te tratou. Mas espera um pouco e hás de ver”. 
    6 O frade ficou bastante admirado de que ele tivesse conhecido pelo espírito coisas que não presenciara. 
    7 De fato, não muitos dias depois, desprezando a Ordem, foi-se embora o que tinha escandalizado seu irmão. 
    8 Sem dúvida, é um sinal de maldade e demonstração de falta de juízo fazer o mesmo caminho e não saber andar de acordo com o companheiro.