LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Secunda Vita (2Cel) - 83

    De compassione sancti Francisci ad pauperes.

    Caput LI - De compassione quam ad pauperes habuit, et qualiter se pauperioribus invidebat.

    83 
    1 Hic vir quantae compassionis ad pauperes fuerit, quae valeat lingua narrare? 
    2 Sane clementiam habebat ingenitam, quam superinfusa pietas duplicabat. 
    3 Itaque liquescebat animus (cfr. Cant 5,6) Francisci ad pauperes, et quibus non poterat manum, exhibebat affectum. 
    4 Quidquid defectus, quidquid penuriae in quoquam cernebat, reduci mente ac celeri conversione regerebat in Christum. 
    5 Sic filium pauperis Dominae legebat in pauperibus cunctis, nudum corde gerens quem illa nudum in manibus. 
    6 At vero cum omnem a se relegasset invidiam (cfr. 1Pet 2,1), sola carere non potuit invidia paupertatis. 
    7 Si quando pauperiorem se ipso videret, protinus invidebat, et aemula paupertate concertans, vinci se timebat in illo.

    TEXTO TRADUZIDO

    Segunda Vida (2Cel) - 83

    Sobre a compaixão de São Francisco para com os pobres.

    Capítulo 51 - Sobre a compaixão que teve para com os pobres e como tinha inveja dos que eram mais pobres do que ele.

    83 
    1 Quem poderá contar toda a compaixão que esse homem tinha para com os pobres? 
    2 De fato, era de uma clemência nata, redobrada pela piedade infusa. 
    3 Por isso, o ânimo de Francisco se derretia pelos pobres e aos que não podia estender a mão demonstrava seu afeto. 
    4 Qualquer necessidade ou penúria que visse em alguém faziam- no pensar na mesma hora em Jesus Cristo. 
    5 Via o Filho da pobre Senhora em todos os pobres, pois o levava despojado em seu coração como ela o tinha carregado em seus braços. 
    6 Apesar de se ter livrado de toda inveja, não conseguiu libertar-se da cobiça da pobreza. 
    7 Quando via alguém mais pobre do que ele, sentia-se logo invejoso e, disputando em pobreza, ficava com medo de ser vencido pelo outro.