LÍNGUAS CLÁSSICAS

Página de Estudos das Fontes Pesquisadas

    TEXTO ORIGINAL

    Secunda Vita (2Cel) - 110

    Caput LXXVI - De quodam fratre ab impugnatione daemonis liberato.

    110 
    1 Tentatione spiritus, quae carnis incentivo subtilior est et peior, accidit fratrem quemdam diutius esse vexatum.
    2 Qui tandem ad sanctum Franciscum veniens, ad pedes eius se proiecit (cfr. Mat 15,30) humiliter; amarissimis autem inundans lacrimis, nil dicere praevalebat, altis singultibus praepeditus. 
    3 Movetur pietas patris in eum, et malignis impulsibus molestatum cognoscens ait: “Praecipio vobis (cfr. Ioa 15,14), daemones, in virtute Dei (cfr. 1Cor 2,5), ut amodo fratrem meum non impugnetis, sicut hactenus praesumpsistis”. 
    4 Mox discussa tenebrarum caligine, liber frater exsurgit, nec plus vexationem sentit quam si nullatenus habuisset.

    TEXTO TRADUZIDO

    Segunda Vida (2Cel) - 110

    Capítulo 76 - Sobre um frade libertado de um assalto do demônio.

    110 
    1 Havia um frade atormentado continuamente por uma tentação do espírito, que é muito mais sutil e pior que uma tentação da carne. 
    2 Por fim, foi a São Francisco e se lançou humildemente a seus pés. Banhado em lágrimas muito amargas, não conseguia dizer nada, impedido pelos altos soluços. 
    3 O pai ficou com pena dele e, vendo que estava sendo molestado por impulsos malignos, disse: “Eu vos mando pela virtude de Deus c, ó demônios, que deixeis de atormentar meu irmão, como ousastes fazer até agora”.
    4 Dissipou-se imediatamente a escuridão das trevas, o frade se levantou livre e não sentiu mais o tormento, como se nunca o tivesse tido.